Entrar

Pres. Roque Saenz Peña a Santo Tomé

3o Dia Volta
De Pres. Roque Saenz Peña - Chaco a Santo Tomé - Corrientes - 598 Km
Média de consumo do dia 1 lt. a cada 16,51 Km.

Santo Tomé, Corrientes, ArgentinaA moto acusava a desregulagem da mistura. Cruzei a marginal de Corrientes bem no pico do meio-dia. Um trânsito infernal, sinaleiras, ônibus, motonetas e a Bandit morrendo a cada parada. Já na Ruta 12, abasteci e toquei para Ituzaingó, onde parei, abasteci e visitei a avenida costanera, margeando o rio Paraná. Desci até as margens do rio, toquei suas águas e fiz o sinal da cruz, em grande simbolismo, pedindo para realizar o final da viagem em segurança (iria precisar no dia seguinte...).

No caminho, grandes campos e pastagem, com emas, garças e muito gado. Em Santo Tomé, no final do dia e já na fronteira com o Brasil, decidi ficar ali mesmo, para gastar mais pesos e fazer umas compras de supermercado (temperos e bolachas especiais, azeite e chocolate).

Abasteci pela última vez na Argentina a R$ 2,68 o litro.

Hospedagem no Hotel ACA (Automovil Club Argentino) a R$ 69 a diária, com café e garagem. Recomendo.

Para jantar, uma minuta de lomito, com ovo, queijo e presunto, com fritas e salada em separado, arrematada com 1 copo de vinho tinto, tudo a R$ 20. Nota: um bife enorme e suculento, no ponto. Por certo, o mais macio que já comi na vida até agora... Na Sociedade Italiana, na esquina da praça principal.

Na volta ao hotel, ainda terminei a garrafa de vinho que havia trazido de Pres. Roque Saenz Peña.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização