AtacamaDepois de várias leituras de relatos de grandes viagens de moto (Emilio Scotto - Policarpo - Rauen - Albuquerque - Chinaf  - Gugu - Viajante Solitário (RIP) e muitos outros...), havia chegado a minha vez de viajar e poder relatar, encorajando outros futuros viajantes a fazerem o mesmo.

A viagem:

Sozinho, desde Rio do Sul-SC até San Pedro de Atacama - II Região (Antofagasta)-Norte do Chile.

O autor:

47 anos, professor universitário e sommelier. Até então, com 3 viagens de moto e 4000 km somados nas três.Tempo com motos > 12 anos.

A moto:

Suzuki Bandit N 600 2004 - revisada e em ótimo estado, comigo há 6.5 anos.(Odômetro na saída 30.070 km - pastilhas de freio e relação originais).Reforcei a espuma do banco original e há pequena carenagem de farol Givi desde 0 km.

A bagagem:

Bauleto Givi Simply de 45 litros e uma mochila. Não levei GPS, nem notebook, nem máquina fotográfica (fotos com um bom celular). Um bom mapa da Argentina, boas botas, capacete de qualidade, calça jaqueta de cordura e segunda pele completa, com luvas e balaclava de acordo. Levei também spray para a corrente, lâmpadas de pisca, um pedaço de arame, adesivo, fita isolante, barbante e o jogo de chaves originais da moto. Não precisei usar nada. Só o spray, pois lubrificava a corrente, em média a cada 400 km.

Importante:

Spray limpa viseira é essencial, pois fora estando no altiplano, grandes insetos se chocam em tudo, sujando geral.

A moto se comportou muito bem. O que aconteceu foi perder a lenta na descida do altiplano, na volta.... Girei muitas vezes o botão de regulagem da mistura e isto deve ter desregulado o sistema. Rodei os últimos 3 dias sem marcha lenta, com o motor morrendo em neutro ou mesmo em primeira, se não acelerava. Sofri um tanto nas passagens de cidades, mas cheguei.

Foram 11 dias de viagem, sendo 8 dias rodando direto, das 08-09 horas da manhã até as 18-19 horas da tarde. Do dia 16 ao dia 26.10.2012. Eis meu relato, contando como foi esta aventura:

Relato de Viagem de Moto

Comentários (6)

  1. eduardo ribeiro

eai sr giovani beleza ,gostei muito dos seus relatos ,me encorajaram bastante ,tenho uma bandit do mesmo ano da sua , mas ainda não deu coragem de realizar uma viagem como esta ,mas apartir do seu relato fiquei muito confiante em cair na estrada com minha bandida no bom sentido claro, parabens meu amigo que deus lhe conserve sempre assim. um forte abraço.

  1. Giovani Nicoletti    eduardo ribeiro

Valeu Eduardo.Muito boa sorte e muitos futuros quilometros com sua moto. Saudações Motociclisticas. Giovani

  1. Edimilson

Parabéns pela coragem de andar sozinho amigo. Também passamos por San Pedro do Atacama em abril de 2012 com três XT 660 passando por Machu Pichu e Puno. Foram 20 dias e 8500 km de muita adrenalina na Cordilheira e tudo mais. Mas sozinho é preciso ter mesmo muita coragem.

  1. SERGIO L P OLIVEIRA

Show Nicoletti, excelente escolha. Esse trajeto que você fez me interessa muito.

  1. Andre_Eu_Mesmo

Olá Giovani, daqui para frente sua quilometragem em estrada só irá aumentar. ;-) Minha dúvida é quanto a estabilidade da moto em piso sem asfalto, visto que a Bandit é uma street. Que tipo de pneu você usou? Abrç

  1. Rômulo Provetti    Andre_Eu_Mesmo

Para o Atacama você não precisa pegar estrada de terra. Exceto em algum trecho em obras, onde tem algum desvio, dá para ir até lá só por asfalto

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.