Entrar

Viagem ao Atacama

AtacamaDepois de várias leituras de relatos de grandes viagens de moto (Emilio Scotto - Policarpo - Rauen - Albuquerque - Chinaf  - Gugu - Viajante Solitário (RIP) e muitos outros...), havia chegado a minha vez de viajar e poder relatar, encorajando outros futuros viajantes a fazerem o mesmo.

A viagem:

Sozinho, desde Rio do Sul-SC até San Pedro de Atacama - II Região (Antofagasta)-Norte do Chile.

O autor:

47 anos, professor universitário e sommelier. Até então, com 3 viagens de moto e 4000 km somados nas três.Tempo com motos > 12 anos.

A moto:

Suzuki Bandit N 600 2004 - revisada e em ótimo estado, comigo há 6.5 anos.(Odômetro na saída 30.070 km - pastilhas de freio e relação originais).Reforcei a espuma do banco original e há pequena carenagem de farol Givi desde 0 km.

A bagagem:

Bauleto Givi Simply de 45 litros e uma mochila. Não levei GPS, nem notebook, nem máquina fotográfica (fotos com um bom celular). Um bom mapa da Argentina, boas botas, capacete de qualidade, calça jaqueta de cordura e segunda pele completa, com luvas e balaclava de acordo. Levei também spray para a corrente, lâmpadas de pisca, um pedaço de arame, adesivo, fita isolante, barbante e o jogo de chaves originais da moto. Não precisei usar nada. Só o spray, pois lubrificava a corrente, em média a cada 400 km.

Importante:

Spray limpa viseira é essencial, pois fora estando no altiplano, grandes insetos se chocam em tudo, sujando geral.

A moto se comportou muito bem. O que aconteceu foi perder a lenta na descida do altiplano, na volta.... Girei muitas vezes o botão de regulagem da mistura e isto deve ter desregulado o sistema. Rodei os últimos 3 dias sem marcha lenta, com o motor morrendo em neutro ou mesmo em primeira, se não acelerava. Sofri um tanto nas passagens de cidades, mas cheguei.

Foram 11 dias de viagem, sendo 8 dias rodando direto, das 08-09 horas da manhã até as 18-19 horas da tarde. Do dia 16 ao dia 26.10.2012. Eis meu relato, contando como foi esta aventura:

Comentários (6)

  1. eduardo ribeiro

eai sr giovani beleza ,gostei muito dos seus relatos ,me encorajaram bastante ,tenho uma bandit do mesmo ano da sua , mas ainda não deu coragem de realizar uma viagem como esta ,mas apartir do seu relato fiquei muito confiante em cair na estrada com minha bandida no bom sentido claro,<br />parabens meu amigo que deus lhe conserve sempre assim.<br />um forte abraço.

  1. Giovani Nicoletti    eduardo ribeiro

Valeu Eduardo.Muito boa sorte e muitos futuros quilometros com sua moto.<br /><br />Saudações Motociclisticas.<br /><br />Giovani

  1. Edimilson

Parabéns pela coragem de andar sozinho amigo. Também passamos por San Pedro do Atacama em abril de 2012 com três XT 660 passando por Machu Pichu e Puno. Foram 20 dias e 8500 km de muita adrenalina na Cordilheira e tudo mais. Mas sozinho é preciso ter mesmo muita coragem.

  1. SERGIO L P OLIVEIRA

Show Nicoletti, excelente escolha. Esse trajeto que você fez me interessa muito.

  1. Andre_Eu_Mesmo

Olá Giovani, daqui para frente sua quilometragem em estrada só irá aumentar. ;-) Minha dúvida é quanto a estabilidade da moto em piso sem asfalto, visto que a Bandit é uma street. Que tipo de pneu você usou? Abrç

  1. Rômulo Provetti    Andre_Eu_Mesmo

Para o Atacama você não precisa pegar estrada de terra. Exceto em algum trecho em obras, onde tem algum desvio, dá para ir até lá só por asfalto

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização