Nas curvas do Parque do Rola Moça

Já li neste site relatos de epopeias sobre duas rodas, pessoas que abandonaram a rotina para seguir por dias pelas estradas do mundo. Mas para aqueles que ainda aproveitam, a conta gotas, graças aos grilhões do trabalho, os fragmentos de liberdade, que os finais de semana proporcionam e ainda não puderam realizar viagens mais longas, indico um passeio que pode ser muito atrativo, especialmente para quem mora pelas bandas de Belo Horizonte, uma alternativa para esquentar o motor da moto e refrigerar a alma: rodar pelo Parque Estadual do Rola Moça, localizado entre os municípios de Belo Horizonte, Nova Lima, Ibirité e Brumadinho.

Para chegar lá é fácil, é só seguir a BR-040 no sentido Rio de Janeiro, virar à direita no Posto Chefão em Nova Lima e seguir pelas ruas do Jardim Canadá, ele está logo à frente.

Esquentando o motor e refrigerando a alma, nas curvas do Parque do Rola MoçaO nome do parque vem de uma lenda. Segundo o "causo", após a cerimônia de casamento, marido e mulher cruzaram a Serra de volta para casa, mas o itinerário acabaria com a lua de mel... o cavalo da esposa, ao passar perto de um precipício, escorregou no cascalho e levou a noiva ribanceira abaixo. O marido, desesperado, esporou o seu cavalo para salvar a esposa e acabou tendo o mesmo destino. Coisas de recém casados (brincadeira). "A Serra do Rola-Moça, Rola-Moça se chamou".

O passeio já deve ser conhecido de muitos, mas, ainda me espanto com pessoas que não conhecem o parque e, especialmente, a bela estrada que o serpenteia.

Fica, portanto, essa dica.

Aproveito e deixo algumas fotos e um videozinho feito neste final de semana nas curvas do Rola Moça.

Um abraço e boas estradas.

Última modificação: Qui 19 Jan 2017

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres
  • Nenhum comentário encontrado

Conteúdo relacionado - Viagens pelo Brasil