o filme Fugindo do Inferno (The Great Escape) se baseia em uma história real ocorrida em 1943 durante a Segunda Guerra Mundial e contada em um livro homônimo de Paul Brickhill. É sobre prisioneiros de guerra aliados que tentam fugir de um campo alemão, o Stalag Luft III, considerado pela Luftwaffe como o mais seguro do gênero, com capacidade para 250 homens.

Os mais perigosos prisioneiros de guerra aliados que contavam com várias fugas e recapturas são levados para esse campo.

Liderados pelo Líder de Esquadrão Roger Bartlett, conhecido por "Big X", os prisioneiros planejam escapar construindo, não um, mas três túneis, chamados de “Tom”, “Dick” e “Harry”, para o caso de um ser descoberto, migrarem para outro. O túnel deverá propiciar a fuga sem precedentes dos 250 homens do campo. Enquanto isso, o capitão Hilts, um dos três americanos do campo, e o escocês Archie Ives tentam escapar sozinhos, mas são recapturados. Bartlett e Mac tentam convence-lo a se juntar a empreitada do túnel, mas Hilts prefere tentar fugir novamente com Ives.

Durante a comemoração do Dia da Independência dos Estados Unidos, organizada pelos três prisioneiros americanos (Hilts, Hendley e Goff), os alemães descobrem por acaso o quase finalizado túnel “Tom”.

Em meio a consternação geral, Ives se atira deliberadamente na cerca onde é metralhado e morto. Hilts resolve se juntar aos esforços do restante dos prisioneiros e foge mais uma vez apenas para coletar dados dos arredores do campo e se deixar capturar. Mais uma vez é levado para a solitária, com sua luva e bola de beisebol.

“Harry” é concluído e assim que Hilts deixa a solitária, a fuga começa.

Imprevistos de última hora como o túnel ter ficado alguns metros mais curto, não alcançando as árvores e a claustrofobia de Danny, não impedem a fuga de setenta e seis homens. Após intensa caçada, cinqüenta fugitivos são mortos pela Gestapo e onze reconduzidos ao campo. Willie e Danny conseguem embarcar em um cargueiro sueco. Sedwick, com a ajuda da Resistência francesa, atravessa a fronteira para a neutra Espanha.

Durante sua fuga, Hilts, interpretado pelo ator Steve McQueen, estica uma corda ao longo de uma estrada para conseguir uma moto. Seu objetivo é chegar à Suíça para escapar de seus perseguidores alemães.

McQueen era um aficcionado por motos, carros e tudo que ele pudesse pilotar em alta velocidade, por isso estabeleceu como condição que só participaria do filme se incluíssem uma cena com motocicleta.

Filme Fugindo do Inferno

Por conta dessa exigência, atendida pela produção, Fugindo do Inferno mostra uma das mais memoráveis sequências de motocicleta da história do cinema. Durante a fuga, Hilts salta com a motocicleta sobre uma cerca de arames farpados que divide a Alemanha da Suíça.

Os militares alemães usaram várias motos BMW durante a guerra, mas nenhuma sobreviveu em condições suficientemente boas para serem usadas no filme. McQueen, um ávido motociclista, apreciava muito as motos Triumph, e seu dublê de acrobacias era um revendedor da marca, então a moto natural era uma Triumph. A moto utilizada na incônica cena do salto sobre a cerca foi uma Triumph TR6 Trophy.

Várias motos foram usadas durante as filmagens e todas foram modificadas para parecer com as BMW R75s que eram comuns durante a Segunda Guerra Mundial. Os ajustes eram bastante simples: limitavam-se a substituir a suspensão dianteira e traseira e uma nova pintura.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Motos Adventure - expedição de moto pelo mundo

Livro sobre viagem de moto até o Atacama