Apenas para esclarecer, a viagem onde percorri as 15 melhores rotas para motocicleta nos Estados Unidos começou, de fato, no dia 12 de maio de 2014. Neste dia partimos, eu e meu sobrinho Mario Luiz - que retornaria ao Brasil no dia 28 - para Miami, de onde iríamos de carro para a casa de outro sobrinho em Orlando, o Rodrigo, onde fica estacionada a fiel escudeira que me leva ao país dos sonhos, a Helô.

Esta perna da viagem, Rio-Miami, começou tumultuada, quase que não embarco por só ter passagem de ida. Não comprei a volta pois não sabia quando isso aconteceria. Depois de muita confusão e faltando apenas 5 minutos para o embarque consegui comprar uma passagem de volta no balcão de despacho de malas !!!!

Chegando a Miami alugamos um carro e partimos em direção ao norte sem pressa procurando locais interessantes. Por locais interessantes leia-se: locais onde se concentrassem carros, motos e mulheres. E foi assim, procurando lojas de acessórios (de carros e motos), exposições (de carros, naturalmente), shoppings e uns botequins metidos a besta que acabamos chegando a Orlando. Demoramos bastante a fazer este percurso, mas valeu a pena.

O Rodrigo já estava preocupado com nossa demora, afinal três dias de Miami a Orlando deve ser algum tipo de recorde. Para comemorar nosso encontro nada melhor do que um rolé pelas cidades costeiras ao norte da Florida. De carro? Claro que não, afinal não ficaria bem para três motociclistas malvadões. O Rodrigo e o Mário alugaram duas motos e eu com minha fiel escudeira, a Helô, partimos em direção a Mount Dora, Daytona Beach, Saint Augustine e outras pequenas cidades costeiras, usando a US 1 sempre que possível.

Depois disso, como apenas eu e o Mario Luiz estávamos de férias, o Rodrigo teve de voltar a trabalhar. O vôo do Mario seria no dia 28 de maio a partir de Miami, enquanto isso ficamos rodando pela Florida sem destino muito certo, mas coincidentemente, esbarrávamos sempre em exposições de carros ou concessionárias de motos, especialmente Harley ou Indian.

A partir da volta do Mario para o Brasil eu tinha de decidir o rumo a tomar, afinal eu levara remédio para a pressão arterial suficiente para quatro meses, urgia que eu definisse a data de partida. Assim foi que estabeleci o dia 2 de junho como o início de uma viagem da qual, até então, desconhecia duração e objetivo, afinal temos de dar uma chance ao destino...

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.