Entrar

As 15 melhores rotas

As 15 melhores rotas para motocicletas dos USA

Mapa Melhores Rotas

O mapa acima exibe o roteiro percorrido durante a viagem de moto que fiz entre os dias 2 de junho e 2 de setembro de 2014. Foram 24 mil quilômetros cruzando 28 estados americanos, além dos desertos de Mojave e Nevada.

Início da aventura

 Foto 16

Apenas para esclarecer, a viagem onde percorri as 15 melhores rotas para motocicleta nos Estados Unidos começou, de fato, no dia 12 de maio de 2014. Neste dia partimos, eu e meu sobrinho Mario Luiz - que retornaria ao Brasil no dia 28 - para Miami, de onde iríamos de carro para a casa de outro sobrinho em Orlando, o Rodrigo, onde fica estacionada a fiel escudeira que me leva ao país dos sonhos, a Helô.

Partindo para novos embates

DSC00778

Winter Garden (FL) - Kingsland (GA) - 2 e 3 de junho

A hora da partida é sempre complicada. Para disfarçar a emoção a gente procura se ocupar com alguma coisa ou inventa algo, se não tiver nada para fazer. Como a Helô já estava devidamente abastecida, bagagem totalmente ancorada, para-brisas limpo pela enésima vez restou-me verificar os pneus, o que foi uma sorte pois o pneu traseiro já estava "quadrado" e a banda de rodagem prestes a atingir o TWI. Afinal eu tinha rodado cerca de 18 mil km com eles em 2013 antes do período de hibernação da Helô. Trocaria os dois logo que possível, pensei.

Uma cidade chamada Savannah

 DSC00839

Kingsland (GA) – Savannah (GA) - 3 a 5 de junho

Uma reta só e duas horinhas cravadas. Velocidade máxima de 70 milhas (com a tal tolerância que cismo ser de 10% chego a 80 milhas). Como fui direto sem parada, cheguei cedo a Savannah.

Eles sempre viajam comigo

DSC03412

Savannah (GA) - Lugoff (SC) - 5 de junho de 2014

A grande vantagem do GPS é, além de estabelecer uma rota entre dois pontos fornecendo todas as informações sobre a mesma em tempo real, permitir que você defina alguns parâmetros que serão considerados na escolha da rota. Tenho por hábito fugir das Highways, geralmente longas e monótonas retas com tráfego intenso. Hoje, fugi da 95 e vim pela 21 para, ao final, pegar a 601. São estradas que cortam pequenas cidades que parecem ter parado no tempo. Embora algumas vezes com pista simples, quase sempre com pouco transito, seu traçado não tem compromisso com horários e altas velocidades. Seu único objetivo é ligar pequenas cidades, sem violentar a topografia da região resultando em muitas curvas que contornam obstáculos sem precisar transforma-los em tuneis ou viadutos. Além disso, e dependendo da região em que você esteja, atravessa eco-sistemas onde flora e fauna são rigorosamente preservadas proporcionando visuais incríveis.

Atualizando emplacamento

ARIZONA

Lugoff (SC) – Charlotte (NC) - 6 de junho de 2014

A Helô está com a placa da Virginia, pois ainda não tive tempo de transferi-la para a Florida, para onde mudei meu endereço. Com isto, após pagar o licenciamento de 2014 via internet, quando ainda estava no Brasil, os selos de mês e ano do emplacamento foram enviados para a Florida. Selos colados na placa eu tinha até o dia 31 de maio passado para proceder à Security Inspection anual, obrigatória na Virginia. Para evitar problemas resolvi subir até a Virginia e fazer a bendita inspeção na primeira cidade que encontrasse.

Curtindo o "Nascar Hall of Fame"

DSC03571

Bem, como eu estava em Charlotte (NC), só me restava conhecer uma de suas maiores atrações: o "Nascar Hall of Fame"

No momento em que cheguei começaram a estacionar vários carros no pátio externo, parece que para promover algum evento. O rugido do motor da Ferrari F-40 ricocheteando nas estruturas de concreto dos prédios em volta parecia anunciar o Apocalipse. Coisa de louco.

A caminho da Virginia

DSC01012

Charlotte (NC) – Whyteville (VA) - 7 a 9 de junho de 2014

Acordei tarde, já que não adiantava ter pressa, e coloquei a Helô na pista mais tarde ainda, afinal era sábado e eu teria que aguardar até segunda-feira para fazer a vistoria. Sem problemas, segui devagar e saboreando cada metro percorrido, até mesmo sob uma chuva que, embora não atrapalhasse a pilotagem durante uma viagem de moto, trouxe uma friagem que obrigou-me a proteger a garganta com uma "pescoceira".

Inspeção veicular na Terra de Marlboro

041

Whyteville (VA) – Mountain City (TN) - 9 e 10 de junho de 2014

Descobri que a concessionária Harley-Davidson não abria na segunda-feira. Como como tinha passado em frente a uma loja multimarcas, fui lá perguntar se faziam a inspeção veicular. Na mesma hora fui encaminhado para a oficina. Deixei a moto e o documento e fui apreciar as motos usadas.

A Helô me dá um susto

DSC01132

Mountain City (TN) - Bristol (VA) - 10 de junho de 2014

Hoje pela manhã, após um desjejum mixuruca, deitei a Helô no estacionamento do hotel e abri a janela de inspeção na tampa da primária. Isso porque venho desconfiando de um chiado que ocorre de vez em quando. Vi que a corrente da primária estava com uma baita folga.

Um desafio chamado " The Snake "

 DSC01150

Embora eu não seja um fervoroso seguidor de guias e catálogos, esse trecho da 421 é um dos mais badalados no meio motociclistico. Realmente ele reune características que o tornam um verdadeiro parque de diversões para quem gosta de viagem de moto. Vejam só: atravessa a Cherokee National Forest, cruza duas montanhas, corta os dois vales formados por elas (Shaddy Valley e Holston Valley) e ainda por cima contorna um lago ao seu final. A parte gostosa, no entanto, é o seu traçado com curvas de todos os tipos, subindo e descendo. Complementado por uma pavimentação excelente e com curvas compensadas (mais alta na parte externa).

A saga vai continuar

DSC01155

Bristol (VA) - 11 de junho de 2014

A vontade de dar uma "adubada" na vida é constante !

Acordei com a arrumadeira batendo na porta e só então me dei conta da hora. Dormi pra caramba após as "bombas" que tomei para a enxaqueca (provavelmente a PA foi para a estratosfera).