Viagem de Moto Viagem de Moto Inspirando viajantes
Viagem de moto até o Deserto do Atacama

De San Salvador de Jujuy a San Pedro de Atacama

Seriam cerca de 500 km para chegar a San Pedro de Atacama, mas saímos bem cedo, porque prevíamos algum atraso na aduana do Paso de Jama. Os tanques das motos estavam pela metade e cometemos o erro de deixar para abastecer na estrada. Como saímos de Jujuy à frente da estación de servício, tivemos que fazer um desvio de uns 20 km até a cidade de Tilcara para abastecimento.

Retornamos até o trevo que leva a Purmamarca e seguimos viagem. A estrada é linda, mas começa a ficar mais travada, com muitas curvas.

Viagem de moto Atacama Susques

Após Purmamarca (que não possui estación de servicio), iniciamos a subida da Cuesta de Lipán, na região conhecida como Quebrada de Humahuaca. Consiste num trecho de cerca de 17 km com muitas curvas que leva de uma altitude de 2.300m em Purmamarca a 4.170m próximo a Susques. Aqui cabe atenção ao conhecido mal da montanha (Soroche), que pode causar um mal estar geral, com tontura, dor de cabeça, náusea etc., além de interferir no rendimento da moto. No meu caso, tive um forte dor de cabeça que só cedeu no dia seguinte em San Pedro de Atacama. Minha moto também sentiu os efeitos da altitude perdendo potência. Meu irmão e sua moto, nada sentiram.

Viagem de moto Atacama Altitude

Abastecemos em Susques e seguimos para o Paso de Jama, onde chegamos à altitude de 4.900m e uma temperatura de 11ºC. Passamos pelas turísticas Salinas Grandes com uma parada para fotos e seguimos para a aduana.

Hoje as aduanas da Argentina e Chile são integradas, funcionando no mesmo prédio. Para nossa surpresa, não demoramos mais do que uma hora para os trâmites. De lá até San Pedro de Atacama são mais 175 km, ainda em altitudes superiores a 4.000m.

Iniciando a descida para San Pedro, que fica a 2.500m de altitude, passamos ao lado do majestoso Vulcão Licancabur, que é visto de quase toda a cidade e nos acompanha do lado direito da ruta durante toda a descida. É lindo, imponente! Para mim, a visão mais marcante de toda a viagem.

Chegamos a San Pedro por volta de 16h já com muito calor e fomos para o Hostel Montepardo, que já havíamos reservado com antecedência. Era dia 30 de dezembro e passaríamos o ano novo na cidade, daí o receio de não achar acomodação, já que estava lotada de turistas.

Viagem de moto Atacama San Pedro

Viagem de moto Atacama San Pedro

Viagem de moto Atacama San Pedro

Tiramos o resto do dia para fazer câmbio e conhecer um pouco a cidade. Encontramos com nosso amigo Dirceu, já com sua esposa Rita e o casal de filhos. Jantamos com uns motociclistas brasileiros que conhecemos na Aduana e fomos para o hotel descansar. No dia seguinte fomos reservar um passeio para o Vale de La Luna e andar pelo comércio local para comprar uns regalos para a família.

São vários os passeios a serem feitos em San Pedro, porém dispúnhamos de pouco tempo, por isso escolhemos um próximo. O Vale de La Luna é sensacional! Como o próprio nome diz, é uma visão lunar, com muitas dunas de areia e pedra. Calor forte durante o dia, com muito vento, mas no final do dia a temperatura cai. Fomos ver o pôr do sol e tirei uma das fotos mais lindas da viagem com a lua se projetando no lado oposto ao sol.

Viagem de moto Atacama - Valle de La Luna

Viagem de moto Atacama - Valle de La Luna

Nossa passagem de Ano Novo foi no saguão do hostel tomando uma cerveza Cusqueña. Optamos por não sair, já que pretendíamos acordar cedo no dia seguinte pra pegar estrada.

Viagem de moto Atacama - Pôr do sol

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.