• Gugu
  • Publicado em

Dois amigos e o passeio de moto

Após pilotar por algumas trilhas, fomos pegos por uma terrível tempestade.

Paramos numa fazenda próxima a estrada e perguntamos a uma mulher atraente que atendeu a porta, se poderíamos passar a noite lá.

"Eu compreendo que o tempo esteja pavoroso, eu vivo nessa enorme casa, sozinha, mas como fiquei viúva recentemente" ela explicou, "tenho medo do que os vizinhos vão falar se os deixar ficarem aqui".

"Não se preocupe, "disse Gugu: "Ficaremos bem se pudermos dormir na garagem, e iremos embora de manhã bem cedo."

A mulher concordou e fomos para a garagem passar a noite.

Amanheceu, o tempo clareou, e seguirmos caminho.

Aproveitamos um bom fim de semana, conhecendo novos lugares na Serra da Mantiqueira.

Mais ou menos nove meses depois, Gugu recebeu uma inesperada carta de um advogado.

Demorou um tempo até que ele compreendesse que era o advogado da bela viúva que tinha conhecido no fim de semana em que viajaram de moto.

Chegou para o amigo e perguntou, "Pedro, você se lembra daquela mulher bonita, viúva, da casa onde ficamos naquele fim de semana, nove meses atrás?"

"Lembro sim," disse Pedro.

"Por acaso, você, hum... foi "visitá-la" naquela noite?"

"Bem,... fui!" Pedro respondeu envergonhado por ter sido descoberto

"E, por acaso, você deu meu nome ao invés de dizer o seu?"

O rosto do Pedro ficou vermelho e ele falou: "Olha, pera aí, desculpa Gugu, acho que fiz isso mesmo." - "Por que você pergunta?"

Porque ela morreu e deixou tudo prá mim...

Pensou que o final seria diferente?

Otávio Araujo – Gugu - 71 anos, motociclista a mais de 50, administrador, empresário em Taubaté/SP, roda de Honda Varadero XLV 1.000cc
e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres

Conteúdo relacionado - Artigos