Logo cedo seguimos para Puerto Madero, onde ocorre o embarque no buquebus. Muitas filas para a realização dos trâmites da documentação e logo estávamos embarcando as motos para a travessia do Rio da Prata, de Buenos Aires até Colônia del Sacramento, no Uruguai. Foram 3 horas de travessia que deram para um bom cochilo da rapaziada.

Colônia continua imperdível e lembrando muito a arquitetura urbana e o ambiente da cidade de Paraty. No primeiro abastecimento em solo uruguaio, um susto com o preço da gasolina - quase o dobro do Brasil - que sugeria um custo de vida bem alto, como percebemos posteriormente nos preços dos restaurantes.

A orla de Montevidéu continua elegante e imperdível ao entardecer. A nossa parada no Mercado do Porto, foi dedicada exclusivamente para saborear carnes e peixes no restaurante El Palenque, que continua insubstituível.

Sob frio considerável na estrada IB, chegamos com a noite em Punta del Este. Uma foto em frente ao cassino e um pit stop para um sorvete Fredo não podiam esperar o dia seguinte.

Percorridos 450 km no dia e 8.170 km acumulados

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Motos Adventure - expedição de moto pelo mundo

Livro sobre viagem de moto até o Atacama