Bem em frente ao nosso hotel, o Vulcão Villarrica já parecia em paz, sem expelir qualquer fumacinha, provavelmente satisfeito com a nossa visita. Em torno de 08h30, partimos da linda Pucón no Chile, que para alguns de nós se assemelha muito aos ambientes arquitetônicos bonitos e de bom gosto de Búzios.

Na estrada, o vento frio já exigia a segunda pele e o punho aquecido das Ultras fazia muita diferença. Pois como bem sabem os moteros viajeros, nas longas viagens de moto, são as mãos que mais sofrem com o frio.

Planando sobre as estradas perfeitas e alimentados com gasolina de qualidade, os twincam eram a personificação de uma orquestra que produzia a sinfonia perfeita, possibilitando aos pilotos uma satisfação extrema, na condução das Harleys. Todas funcionando conforme o esperado. Todas se comportando como dignas da nossa plena confiança, pois confiança no equipamento é essencial em uma viagem de moto como essa.

Viagem de moto Chile - Cordilheira dos Andes

Ao entrar na cidade de Puerto Varas, como de praxe, paramos no primeiro posto de gasolina para nos orientar. A fim de aproveitar ao máximo os nossos dias, resolvemos aceitar a sugestão do frentista para almoçar antes de deixar as malas no hotel e seguir para conhecer o impressionante Vulcão Osorno, que já nos observava desde a nossa chegada pela Ruta 5.

Bem em frente ao posto, no restaurante típico de dono de barco pesqueiro, Donde el Gordito, fomos muito bem recebidos e finalmente pudemos saborear a famosa merluza negra dos mares austrais. Tratamento pessoal e qualidade da comida impecáveis.

Pilotando as motos em torno do grande Lago Llanquihue, que banha Puerto Varas, alcançamos o acesso que inicia os 14 km de curvas de todos os tipos, por dentro da floresta, para ascender ao cume do Vulcão Osorno.

Viagem de moto Chile - Cordilheira dos Andes

Que Caracolles que nada, pois ali era exigido muito mais dos pilotos e das máquinas. Depois de estacionarmos as motos mais próximas do céu, iniciamos a caminhada de 400 m, a 1.800 m de altitude, para fazer as Bandeiras do Brasil e do HOG Rio irem mais alto, pois o cume do Osorno era o local ideal para a foto oficial dessa perna da nossa jornada.

No nosso roteiro, a internet de qualidade é um artigo de luxo que nem sempre está disponível para que possamos alimentar pontualmente a funpage do HOG Rio. Além disso, no fim do dia, o cansaço é uma constante, que transforma o trabalho de fazer um texto e selecionar algumas fotos em um pequeno sacrifício. Mas, nada que não compense a felicidade que estamos sentindo em pilotar nossas Harleys por lugares fascinantes, na companhia de nossas esposas e nossos amigos.

Percorridos 380 km no dia, 5.550 km desde o início da nossa viagem de moto.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.