Finalmente mais um dia de descanso para podermos relaxar e passear. É uma pena que essas férias não possam ser estendidas por mais dias, pois além do tempo necessário para viajar com nossas Harleys pelas estradas, faltam dias para conhecermos melhor tantos lugares imperdíveis.

O convívio harmonioso entre os viajantes é uma constante, talvez porque todos tenham como essenciais afinidades a experiência de possuir uma Harley-Davidson e o prazer de pilotar essas poderosas máquinas na estrada. Além disso, a amizade espontânea que vem alimentando a união do grupo tem sido lastreada na boa vontade e nas qualidades de cada um, cuja forte luz ofuscaria a sombra que cada ser humano normalmente pode trazer consigo.

No convívio com as pessoas da cidade, notamos que alguns sentem medo e outros parecem muito tranquilos com relação a atividade sísmica do Vulcão Villarrica. Os mais informados argumentam que os efeitos da erupção são previsíveis e de consequências contornáveis. Assim, na localidade de Pucón no Chile uns permanecem por convicção e outros se submetem pela necessidade. Então, mesmo com o nível de alerta laranja, a cidade segue funcionando tranquilamente. Apenas, não é permitido fazer o passeio para subir até próximo à cratera.

Passamos o dia nos comportando como típicos turistas, sendo levados a conhecer lugares de beleza impressionante como los Ojos de Caburgua, um lago em meio a uma reserva florestal do povo mapuche, de águas cristalinas e um azul de beleza indefinida.

À noite, voltamos à rotina do motociclista viajero, que precisa preparar-se para a estrada, com a vida de sua esposa em suas mãos, dependendo apenas de sua própria decisão, habilidade e autonomia para programar a próxima perna da jornada.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.