Na vinda, tinhamos achado 4ºC com neblina frio, mas frio mesmo foram os -4ºC com neve. Isso foi de cair o 00 da bunda... Vocês viram as jaquetas congeladas. Formou gelo em tudo, protetores de mão, carenagens, pisca, paralamas, TUDO!

Mas escolhemos essa epoca sabendo que seria uma dificuldade e risco a mais. De qualquer forma, foi INESQUECIVEL! Ir ao Chile, passear na Argentina qualquer um faz, mas no inverno acho que são poucos. De nós três que sobramos, já ouvi promessas de que só voltam no verão ou de carro... rsrsrsr

É uma experiencia ÚNICA o sentimento de estar fazendo uma coisa única. Uma experiencia que não pode ser traduzida em palavras. O foco no objetivo de atravessar a serra e a nevasca é tao grande que chegamos a esquecer do frio e prestar atenção somente na estrada, que hora era asfaltada, ora era de terra, com visibilidade de cerca de 10m e o pensamento de que se algo acontecesse, ficaríamos ali. Sabendo que REALMENTE a vida estava em risco, mais do que em qualquer outro momento da Expedição.

Se gostamos do frio ? Nao sei responder. O que tenho certeza é que agora sim, SABEMOS O QUE É FRIO sobre uma moto (para padrões brasileiros, claro)...

Como eu lí em algum lugar antes de viajar: "o homem precisa experimentar com seus proprios pêlos a Natureza tocar-lhe; nao só o corpo, como tambem a alma...... e nao pelas palavras de outros."

Até mais!!

Ah, hj tocamos 550km, de Santiago del Estero a Resistencia.

Mesmo hotel da ida.

Ficaremos aqui um dia inteiro para manutenção (decente) nas motos com direito a lubrificação na BMW MOTORRAD!! rsrsrsrsr

Afinal, nossos cavalos de aço merecem uma boa cocheira!!!!!

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.