Entrar

4º dia - Resistência - Salta

Viagem de moto Atacama chileBMW faz sempre média de 20km/l mesmo andando a 140 km/h e dando umas esticadas para fotos.

Saímos cedo, em direção a Salta, sabendo que o dia seria puxado. Asfalto bom até uns 250 km antes da fronteira da província de Salta. Entrando em Salta, alternam-se trechos de bom asfalto, trechos ruins (ótimo se comparado às rodovias do nordeste brasileiro), com bastante buracos. Exige atenção redobrada... E ANIMAIS NA PISTA (cabritos, cachorros e ate aves, ficam à beira da estrada...)

Vento lateral também, que chega a deslocar a moto mais de 1m de repente. É muito perigoso no caso de ultrapassagens.

O extensor do para-brisa da Touratech se soltou devido aos buracos e trepidação na F800.

Não recomento velocidades maiores que 140 km/h. Fica muito arriscado. Tráfego de carretas e caminhões superdimensionados além de máquinas agrícolas que circulam metade pelo acostamento e metade pela pista, senão ocupariam toda a pista.

Novamente, é preciso observar a autonomia da moto. Quando estiver a +/- 260 km de salta (centro) tem um posto TEXACO e um YPF pouco adiante, ABASTECA pois são os últimos até a cidade.

Nos últimos 100 km (asfalto PERFEITO) já se tem uma vista maravilhosa!!! Pegamos um pouco de garoa (as motos estão imundas) e a temperatura caiu de 26 para 14ºC. Aproveitamos para tirar algumas fotos das montanhas e das placas que indicam o Chile.

Em Salta estamos no Hotel Yatasto, de nosso amigo Hector. Para quem tem espírito aventureiro, é um ótimo lugar! 180 pesos para quarto duplo, com banheiro, calefação, uma cozinha para uso e churrasqueira. O tipo de lugar simples, ótimo para fazer novos amigos aventureiros. Único inconveniente é a garagem que fica a 2 quadras...

OBSERVAR:

  • autonomia das XT660 e BANDIT: a 140km/h 270 km MAXIMO.
  • F800GS acende a luz com 250km +-, com fôlego ainda para mais uns 90.
  • Ténéré 600 e V-Strom fazem pouco menos que 300...

GASOLINA ARGENTINA

Nao vai muito bem com carburador. A Bandit está bebendo mais e fica um pouco desregulada. Andando não tem problema, mas parada ela falha. A BMW também falha um pouco logo após o abastecimento, mas depois fica normal...

820 km entre 7 e 18 horas

42 l de combustível, aproximadamente 230 pesos.

Comentários (2)

  1. WALTER CARLOIS SEYFFERTH

Quilmes é o sonho de todo motociclista pois andar 700 km a garganta seca por demais, e necessário lubrificá-la. Mas quando estivemos lá, mudei para a NORTE ou a SALTA duas ótimas cervejas que não dá saudades da QUILMES. Mas não podemos esquecer os famosos vinhos TORRENTES de Cafayate, é simplesmente espetacular.

  1. Sérgio Pinheiro

Caros,<br /><br />Segue o vídeo do trajeto: Resistencia à Salta<br /><br />http://www.youtube.com/watch?v=nPn4xoTBVs0&feature=related<br /><br />Abraço!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização