Na manhã seguinte, aproveitamos para tentar comprar os pneus para a minha moto e do Rui. Numa das lojas indicadas, fomos informados que pneus específicos para nossas motos, somente em Resistência. Partimos para lá e conseguimos comprar por preço não muito diferente do Brasil e, ao retornar, já estava no horário de partida para Posadas. Foi o tempo de descer com as roupas, subir na moto e partir.

Tínhamos que agilizar a viagem para ao chegar a Posadas, tentar trocar ainda naquele dia os pneus das motos, o meu com emenda no em seu interior e o de Rui, que já estava na ferragem.

Chegamos à tarde (em torno das 17 horas), e o Tagino levou a minha moto e a do Rui, acharam uma "Gomeria", onde mais uma vez ele teve que "meter a mão na massa", trocando os nossos pneus. Bom ter um anjo da guarda assim, né?!

Posadas possui uma ponte sobre o rio Paraná, que faz fronteira com a cidade de Concepcion, Paraguai. Já havia passado por lá em 2007 onde fizemos sua travessia até Ciudad Del Leste.

Nosso hotel ficava bem no centro, com todo comércio, além de bares e restaurantes. Parte do grupo optou por comer no próprio hotel, não sem antes tomar umas geladas em suas mesas instaladas do lado de fora. Para não perder o hábito, apreciamos novamente o prato característico do país, seu bife de chorizo.

Bem alimentados, fomos dormir para encarar novamente a estrada pela manhã, quando percorreríamos 330km aproximadamente até Puerto Iguazu, ao lado de Foz do Iguaçu, para matar as saudades de nosso país.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.