Pela manhã, paramos em uma oficina para troca do óleo das motos da Vera e da Regina - uma Yamaha XT 660R e uma BMW GS 650. Enquanto isso, chegou uma tempestade de dar medo.

Fomos a um posto de gasolina para abastecimento e um motorista brasileiro de caminhão, conversando com Regina, informou que tinha chegado de Bariloche e pegou muito vento, chuva e geada no percurso.

Partimos com muita preocupação. Foram 100 quilômetros de um frio intenso e vento impressionante. Notamos que nossas roupas eram insuficientes para proteção contra a chuva. Até pararmos em um posto, Gata tremia na minha garupa uma enormidade. Eu fiquei extremamente preocupado.

Nesta parada, avaliamos que, caso chovesse, talvez tivéssemos que retornar a Buenos Aires, escolhendo outra rota para o Chile. Compramos luvas de pano para colocar sob as nossas e colocamos novos agasalhos sob nossa roupa de viagem para suportar o frio que prevíamos pela frente.

O trecho seguinte foi de muita tensão, já que nuvens negras e chuva no horizonte nos acompanharam todo o tempo, porém sem nos atingir.

Na terceira parada, para nosso alívio, finalmente mudança no tempo, aparecendo um sol de fim de tarde. Chegamos à noite a Bahia Blanca.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização