Viagem de moto pela Europa

Acordei com um dia maravilhoso. A previsão do tempo estava se cumprindo. Arrumei a tralha toda na Brigitte e sai cedo (ainda não eram 8 horas) para tentar vencer dois desafios. O primeiro a “Route de Gentelly”, um percurso pela D2 que começa em Vence e termina na belíssima Gréolières. O segundo o “Col de Turini” com seus inúmeros “lacet” lembrando a nossa Serra do Rio do Rastro.

Acontece que criei um terceiro desafio: fazer a Route de Gentelly em sentido inverso e de Vance descobrir um caminho para o "Col de Turini" onde é realizada uma das etapas do Campeonato Mundial de Rally.

Até agora a coisa vai indo bem, a "Route de Gentelly" já está no bolso. O "Col de Turini" já mandei fazer as faixas. Era para terminar hoje, mas peguei uma pauleira danada: água entrando pela calça "water-proof", pela bota, pela jaqueta, uma estrada encardida de perigosa e a minha menina curvando com uma perfeição que não é do meu braço, ela é sensacional.

Parei aqui no alto (estou acima das nuvens) e encontrei um albergue com cama a 15 euros e com um detalhe: SEM BANHO! Acho que esse detalhe valoriza em pelo menos mais 5 euros a estadia... ficar sem tomar banho e com uma boa justificativa, não tem dinheiro que pague...

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Tenho acompanhado a viagem e tenho adorado. Só não gosto do titulo. Um velhote de mota. Velhosão os trapos . Assentava melhor por exemplo : Eu na companhia Brigitte numa viajem pela Europa.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia