Viagem de moto pela Europa

Acabo de embarcar no “Splendour of the Seas” com destino a Barcelona, em busca da realização de um sonho: viajar de moto pela Europa.

Alimento este sonho há quatro anos, mas sempre esbarrando no item motocicleta. Afinal o aluguel estava fora de cogitações em função do alto custo. A alternativa mais viável seria a compra de uma moto usada e, com algum deságio, sua venda ao final da viagem.

A grande dificuldade era a burocracia para a compra e a venda da moto. Se nos Estados Unidos tenho facilidades para utilizar esta alternativa, na Europa não sabia nem como iniciar as negociações.

Durante dois anos pedi a vários conhecidos com parentes na Europa que, se possível, conseguissem o e-mail de algum vendedor de uma concessionária de motos que me auxiliasse na negociação. Nunca recebi retorno até que num jantar de família, o noivo de minha prima, francês e voltando a Paris na semana seguinte, quando soube de minhas viagens pelos Estados Unidos perguntou-me por que não fazer uma viagem pela Europa. Era a segunda vez que via o Didier (seu nome) e falei-lhe de meus planos e da razão de não conseguir realizá-los. Imediatamente ele falou-me que iria contactar um amigo em Paris quando voltasse. Duas semanas depois recebo um e-mail do Didier dizendo que seu amigo pediu que eu lhe escrevesse pois conseguiria me ajudar na compra e venda da moto. Escrevi imediatamente para ele, resumindo meu objetivo e falando um pouco de minhas viagens, aproveitando para dar o endereço de meu blog. Uma semana depois recebo a resposta onde fui informado que a compra e venda da moto seria coisa simples de conseguir, mas que ele, após navegar pelo meu blog, em nome da Yamaha Motor France estava me convidando para ser um “Embaixador da Yamaha Motor France” durante a minha viagem. Para isso eles colocariam à minha disposição uma Yamaha XVS 1300 Tour Classic, devidamente revisada e segurada. Em troca eu compartilharia com eles toda a mídia gerada durante a viagem. Céus, eu jamais pensei em ser patrocinado, ainda mais fora de meu país ! O coração disparou e foi difícil manter a discrição até que as negociações estivessem formalizadas.

Meus amigos, é um sonho estar a caminho de uma aventura desse naipe, e patrocinado pela YAMAHA MOTOR FRANCE. Claro que foi uma felicidade enorme ter conhecido o Didier e o amigo dele ser diretor da Yamaha da França, mas devo reconhecer, foi um golpe de sorte ter colocado o link de meu blog onde, modéstia à parte, consegui postar fotos e textos bastante razoáveis que mostraram o potencial de uma viagem como essa.

Agora é conversar com o pessoal de Marketing, receber a moto, assinar a documentação necessária e colocar a proa da Brigitte (nome da moto) voltada para o horizonte, onde tudo acontece, e acelerar impiedosamente dando chances ao destino.

Au revoir mon amies !

Relato de Viagem de Moto