Entrar

Um velhote de moto pela Europa

Um velhote rodando de moto pela Europa

 Yamaha XVS 1300
Um sonho prestes a realizar: a Brigitte me aguarda em Paris !

Acabo de embarcar no “Splendour of the Seas” com destino a Barcelona, em busca da realização de um sonho: viajar de moto pela Europa.

E a Brigitte, pontualíssima, não faltou ao encontro

Paris Yamaha France 008

Depois de 13 dias navegando e 4 dias curtindo a linda Barcelona, cheguei a Paris na sexta-feira, 8 de maio, para pegar a moto e iniciar a viagem pela Europa no dia seguinte. Mas qual o que, o meu primo Didier, responsável por me apresentar ao pessoal da Yamaha, avisou-me que sexta, sábado e domingo eram feriados na França e eu não teria outra alternativa a não ser fazer turismo. Bem, fazer turismo em Paris nem é um sacrifício tão grande assim, pelas fotos dá para vocês terem uma ideia.

Paris – Le Ribay

006

Sai tarde de Paris, tive que esperar as lojas abrirem e comprar ferramentas para instalar o suporte do GPS no "handle-bar". Só não instalei a parte elétrica porque fui recomendado a levar a Brigitte apenas na rede autorizada Yamaha, por sinal a maior da Europa. Amanhã resolvo mais essa parada.

Le Ribay – Guer

Le Ribay 020

Ontem, ao entrar no quarto, tomei um susto com os travesseiros. Tudo bem que os hotéis têm mania de encher a cama de travesseiros (até hoje não descobri o motivo), mas esse foi muito estranho, botei a imaginação para funcionar e a coisa tomou ares pornográficos, achei melhor parar.

Guer – Bordeaux

france guer bordeaux 106

Hoje pela manhã, descendo a escada, fotografei a belíssima vista do Hal do Hotel. Reparem na porta à esquerda que é a entrada pelo bar. Fotografei a porta pelo lado do bar também, senão vocês diriam que eu invento essas coisas. Fora isso, o quarto é muito maneiro, principalmente a sacada genial da combinação da televisão com o vaso sanitário. Impressionante!

Bordeaux – Lourdes

France Bordeaux Lourdes 015

O dia amanheceu sem chuva, mas com cerração e bastante frio. A jaqueta que comprei numa liquidação em Paris está quebrando o galho numa boa. Até agora, além de bloquear o vento, ela se mantém impermeável como me jurou a vendedora.

Lourdes – Gurmeçon

Lourdes 028

O programa da minha viagem de moto pela Europa hoje era um prato cheio para motoqueiros: atravessar os Pirineus passando por Col de Toumalet e Col d’Abisque pegando o rumo de Roncesvalle na Espanha.

Gurmençon – Covarrubias

Covarubias 045

Hoje, quando acordei, olhei pela janela do quarto e me deparei com uma área interna do hotel onde a moçada faz o desjejum e meu astral começou a melhorar, depois das idas e vindas de ontem. Acho que entrei e sai de Espanha e França umas 30 vezes.

Covarrubias – Lugo

Covarrubias 005

Hoje foi dia de deixar Covarrubias, mais uma dessas cidades que nos conquistam à primeira vista. Começando pela forma simpática e atenciosa com que fui recebido, tanto no hotel como no bar em que fui fazer um lanche e, depois de dar um banho no Hélio, sentar-me à varanda do quarto para filosofar sobre a vida sou surpreendido por um espetáculo desses. Meu xará estava inspirado, talvez tentando impressionar a lua que deveria entra em cena logo após.

Lugo – Santiago de Compostela

Compostela 002

O hotel em que fiquei, além das ótimas instalações, incluído garagem coberta, oferece um desjejum a 3,50 euros onde o destaque é um “le croissant” que deve ser saboreado pensando-se, no máximo, na mulher amada. Maravilhoso...

Santiago de Compostela – Braga

Braga 004

Depois de 4 dias de reflexão respirando o ar daquela cidade mística, era chegado o momento de voltar à minha eterna companheira: a estrada. Na saída, surpreendi-me com duas bicicletas que chegaram ontem à noite. A turma tem bicicletas de todos os tipos e desconfio que conseguem até carregar mais bagagem do que eu, mas essas duas tinham pneus de moto ! Enormes...

Braga – Porto

 Porto 017

Agora outra viagem de moto, bem curta, mas que me levaria à foz do Douro, ao caís do Adeus, onde muitos de nossos antepassados se despediram de pessoas amadas e fitaram seus rostos pela última vez, antes de embarcar numa aventura que só os que amam a estrada podem entender. Talvez por isso, a visão do Farol da Barra em Salvador lembre tanto o do Porto. Nossos patrícios construíram uma cópia do último cenário visto enquanto as naus desapareciam na curva do horizonte.