Entrar

Dicas para uma viagem de moto segura

  • Categoria: Dicas
Dicas para uma viagem de moto segura

Parece incrível, mas é verídico: boa parte dos acidentes de moto acontecem a menos de 10 minutos de distância do ponto de partida ou de chegada, devido a distrações na pilotagem. Em parte, isso se explica pela excitação no momento da partida ou um certo relaxamento já próximo ao destino. Portanto, dentro de um território conhecido.

Uma das melhores maneiras de se concentrar é estar plenamente ciente de que a viagem realmente já começou. Mesmo que as ruas e avenidas ainda lhe sejam familiares, imagine-as como se fossem de uma localidade distante observando toda a movimentação à sua volta constantemente. Dê atenção especial aos cruzamentos e semáforos.

Problemas pessoais ou assuntos pendentes de resolução devem ser esquecidos durante a pilotagem. ”Desligue-se" desses pensamentos, concentre-se no caminho que terá pela frente. Aproveite que você está fazendo o que gosta e esqueça dos problemas.

Se for necessário, leve mapas ou cópias de guias rodoviários com indicações de entroncamentos rodoviários e entradas e saídas das cidades desconhecidas. Procure decora-los. Mas se precisar consulta-los durante a viagem, lembre-se de estacionar em local seguro. Geralmente, postos de gasolina ou da polícia rodoviária são locais apropriados para essas paradas e os funcionários poderão ajudar com informações.

Nos primeiros quilômetros, procure sentir as reações da moto em frenagens, curvas, acelerações, verificando se tudo funciona corretamente. Confira se a bagagem está bem acomodada e segura. Se alguma anormalidade for notada, corrija antes de iniciar realmente a viagem. Não se arrisque a problemas na estrada.

As massas utilizadas nas extremidades do guidão, servem para aumentar a sensibilidade e o controle das oscilações e vibrações do guidão, beneficiando inclusive a maneabilidade da motocicleta.

A velocidade de cruzeiro ideal de uma motocicleta é entre 50 e 75% da sua velocidade real máxima.

Motos esportivas foram feitas para andar rápido e é assim que os motoristas da estrada esperam que você reaja. Então não ande em velocidade muito baixa, caso contrário terá muitos sustos e surpresas com os carros. mas também não exagere, mantenha a velocidade compatível com seu conhecimento e experiência, procurando manter total segurança. Segurança sempre em primeiro lugar.

Mantenha o farol baixo sempre ligado, mesmo de dia, mas bem regulado, para não atrapalhar a visão dos outros veículos. Se for andar muito rápido, ligue o farol alto. Como a motocicleta é um veículo pequeno, isso ajudará os outros veículos a lhe notar no trânsito, aumentando a sua segurança.

Início da chuva é uma das horas de maior acidentes, pois a quantidade de água ainda não foi suficiente para lavar a pista, e ao se misturar com resíduos de óleo e poeira forma-se uma " borra" muito escorregadia. NÃO FREIE BRUSCAMENTE NA CHUVA e nunca freie só com o freio dianteiro se estiver em piso escorregadio.

Em caso de pista molhada, utilize as marcas deixadas pelos pneus dos carros. Nestas marcas a quantidade de água no asfalto é menor e a aderência do pneu melhora.

Na chuva com a pista molhada, suspeita de areia ou óleo, ao fazer curvas evite deitar a moto. Saia levemente do banco, compensando a inclinação da moto.

Na chuva, cuidado com poças de água. Podem esconder buracos ou pedras. Diminua a velocidade e evite passar sobre elas.

Quando o trânsito estiver parado, preste atenção nos pedestres que atravessam a pista fora da faixa de segurança.

Cuidado com a sujeira que se forma na margem da estrada. Pode-se escorregar ou levar pedrada de um veículo à sua frente que passa em cima da sujeira. Mantenha distância deles se estiver próximo à margem.

Em congestionamento, é essencial para sua segurança manter a prudência e a velocidade baixa, trafegando no máximo a 20 Km/h, pois com esta velocidade é possível ter reflexos mais rápidos para quaisquer imprevisto que possam surgir. No trânsito sobrecarregado redobre a atenção e diminua a velocidade, pois os automóveis podem mudar de faixa sem prévia sinalização.

A "confiança" pode levar a um acidente. Nunca deixe de estar atento ao pilotar sua motocicleta até chegar ao seu destino, mantendo sua postura e memorizando o trajeto a seguir.

Quem erra mais facilmente é aquele que acha que já sabe pilotar muito bem. Um pouco de medo sempre ajuda muito.

Sempre permaneça em local visível aos motoristas. Trafegar do lado esquerdo mantendo distância do automóvel a sua frente é ideal.

Ao trafegar por vias onde os veículos estão estacionados ou ônibus parados no ponto, diminua a velocidade prestando muita atenção pois pedestres podem aparecer inesperadamente para atravessar a rua.

Nunca se envolva em discussões no trânsito, mesmo se você estiver 101% com a razão. Já aconteceu de amigos pararem o outro veículo para reclamar da forma de dirigir perigosa do motorista e ele saiu do carro com arma na mão.

O capacete é um equipamento necessário e muito importante para a sua segurança. Use sempre cores claras e nunca deixe de prendê-lo. E capacete aberto é só pra praia, andando a menos de 60 km/h.

A motocicleta sempre deve estar em boas condições para trafegar, para sua própria segurança: parte elétrica, mecânica e PNEUS sempre em ordem. Faça uma inspeção periódica toda vez que for sair com sua motocicleta (óleo, calibragem, lubrificação da corrente, etc.

Quando for sair de moto tenha responsabilidade e se for levar alguém em sua garupa tenha o dobro de atenção, pois a vida da outra pessoa está em suas mãos !

Ao se deparar com um obstáculo (como buraco ou lombadas) em alta velocidade, procure frear até próximo do mesmo, mas transponha o obstáculo com os freios soltos, deixando para frear após o obstáculo. O impacto do obstáculo com as rodas presas é maior.

Alguns motoristas geralmente dão passagem às motos grandes. Sempre agradeça o gesto dando uma leve buzinadinha.

Quando cruzar com outros grupos ou colegas de estrada, cumprimente !

BOA VIAGEM ! Julie

Fonte: Site Moto Esporte

Comentários (6)

  1. Fernando

1. Use sempre o freio motor em descidas. Eu reparo como tem gente que usa o freio só pela lanterna que acende o tempo todo.
2. Cuide do seu combustível. Já passei altos suadoros porque meu marcador estava quase no zero e nem sinal de posto de gasolina. Tente saber se o seu trajeto possui...

1. Use sempre o freio motor em descidas. Eu reparo como tem gente que usa o freio só pela lanterna que acende o tempo todo.
2. Cuide do seu combustível. Já passei altos suadoros porque meu marcador estava quase no zero e nem sinal de posto de gasolina. Tente saber se o seu trajeto possui bastante postos de gasolina, se há longos trechos sem.
3. Viaje sempre de dia. De noite é tudo mais perigoso e não há paisagens. Acorde cedo e vá, se der algum problema você tem o dia todo pra resolver. Se der problema a noite imagine como vai ser mais complicado de resolver, no meio da estrada, escuro, sem sinal de celular.
4. Leve um equipamento mínimo para emergências. Um canivete, enforca-gato (abraçadeira), silvertape, algumas ferramentas básicas... Eu costumo levar uma fita isolante para grudar na parte de cima da viseira, protege a visão de quando o sol está nascendo ou se pondo.
5. Celular sempre recarregado, wi-fi, 3g, gps tudo desligado, modo econômico de energia ativado ou mesmo no modo avião. Você não vai querer chegar numa cidade e ter que pesquisar algum endereço apenas com 3% de bateria (aconteceu comigo).
6. Leve dinheiro vivo. Numa adversidade você vai ter que ficar num hotel barato de cidade pequena que não passa cartão.
7. Tá dando sono? Para, se estica, toma uma água e vá. Se der sono de novo, para de novo. É comum e não vale a pena se arriscar.
8. Mantenha distância do veículo da frente. Não ande colado, de vez em quando vai ter um pedaço de pneu ou um bicho morto que não vai dar tempo de desviar se você estiver muito próximo do veículo da frente.
9. Num plástico impermável ponha algumas folhas de guardanapo e guarde no bolso da calça ou jaqueta PRA SEMPRE. Você não vai querer ficar sem papel num banheiro.
10. Não coma muito. Coma poucas quantidades de comida leve. Comer demais e comidas pesadas transfere mais sangue do seu corpo para o seu sistema digestivo. O resultado é sonolência. Deixe seu sistema digestivo trabalhar tranquilamente enquanto você estiver em

Ler Mais
  1. Carlos Witalo

Show de bola o texto. Ajudou bastante!
Abraço e sucesso a todos!

  1. Julie M.

Fiquei feliz em ver meu artigo por aqui!! Abraços
Julie M.

  1. Rômulo Provetti

Olá, Edson.
Belíssimo roteiro para uma "primeira viagem". Ainda não andei na Ténéré 250. Já andei na 650, mas não deve ter muita relação uma com a outra, principalmente porque a que eu andei já era antiga.
Se a Falcon for nova, terá um melhor desempenho nas baixas altitudes, mas vai ficar quase...

Olá, Edson.
Belíssimo roteiro para uma "primeira viagem". Ainda não andei na Ténéré 250. Já andei na 650, mas não deve ter muita relação uma com a outra, principalmente porque a que eu andei já era antiga.
Se a Falcon for nova, terá um melhor desempenho nas baixas altitudes, mas vai ficar quase na mesma performance que a 250 na altitude, mesmo você fazendo ajustes no carburador. Pela propaganda que a Yamaha fez no lançamento, ela foi feita para viagens de longa distância e deve privilegiar o conforto e isto é muito importante numa viagem. Se a Falcon for mais rodada, eu preferiria ir com a Ténéré. É só se planejar para fazer a viagem com tranquilidade, do tipo devagar se vai ao longe.
Um abraço

Ler Mais
  1. marcola

ola Rômulo, tudo bem?
Sou "marinheiro de primeira viagem", vou fazer um "passeio" saindo de Porto Alegre / Santiago chile / Machu picchu, totalizando uns 12 mil km.
assim estou na dúvida ente a Tenere 250 injetada e uma Falcon 400 carburada!
o q vc me sugere?
agradeço retorno
marcola_bg@hotmail.c...

ola Rômulo, tudo bem?
Sou "marinheiro de primeira viagem", vou fazer um "passeio" saindo de Porto Alegre / Santiago chile / Machu picchu, totalizando uns 12 mil km.
assim estou na dúvida ente a Tenere 250 injetada e uma Falcon 400 carburada!
o q vc me sugere?
agradeço retorno
marcola_bg@hotmail.com
att/Edson

Ler Mais
  1. Serigy Moto Clube

Concordo plenamente.
Um dos integrantes do moto clube Serigy estava tão agoniado para chegar ao ponto de saída para um passeio ao interior do estado, que se não se preocupou com a sua seguança mesmo conhecendo muiiiiito bem a estarada por onde passa toooooodos os dias e derrapou na pista.
Resumin...

Concordo plenamente.
Um dos integrantes do moto clube Serigy estava tão agoniado para chegar ao ponto de saída para um passeio ao interior do estado, que se não se preocupou com a sua seguança mesmo conhecendo muiiiiito bem a estarada por onde passa toooooodos os dias e derrapou na pista.
Resumindo: ele e a moto ficaram toooodos ralados e perderam o passeio belíssimo.

Ler Mais
Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

Conteúdo relacionado - Dicas para viagens de moto