Entrar

Praticando o contraesterço em viagens de moto

  • Categoria: Dicas
Como fazer contraesterço - técnicas de pilotagem de moto

Uma forma eficaz de reduzir o desgaste do corpo em viagens longas é aplicar algumas técnicas que facilitam a condução da motocicleta e tornam a pilotagem mais segura, principalmente para motos pesadas. Uma dessas técnicas é o contraesterço. Com ele, a moto faz a curva de forma mais precisa, mantém a velocidade e nosso corpo utiliza um mínimo de força na manobra.

O contraesterço ocorre como reação da moto ao efeito giroscópico das rodas, que surge em velocidades superiores a 35 km/h e se torna mais intenso quanto maior for a velocidade. Ele ocorre porque a roda dianteira sai do alinhamento com a roda traseira e, na busca de retomar o equilíbrio, a moto gira no sentido contrário, forçando o alinhamento.

Tá complicado? Não se preocupe. Não precisa entender física para que a técnica funcione.

Em velocidades baixas, pilotamos girando o guidão para a direção onde desejamos ir, mas em velocidades mais altas, ao utlizar o contraesterço, fazemos o contrário, giramos o guidão para o lado oposto ao que queremos ir. Com isto, a moto se inclina para o lado interno da curva, sozinha, seguindo para a direção que a moto inclinar. Ou seja, nós giramos o guidão para o lado "errado" da curva, para que a moto vá para o lado "certo".

Veja no vídeo abaixo uma demostração de como funciona o processo em câmera lenta. Observe principalmente no final como o piloto Casey Stoner vira a roda dianteira para o lado contrário da curva, aproveitando ao máximo o recurso para não precisar diminuir a velocidade e fazer a curva com a moto totalmente sob controle.

Resumindo: quando se empurra (note que é empurrar e não inclinar) o guidão para o lado esquerdo, a moto se inclina para a direita e vai para a direita.

Este efeito pode ser observado com a moto parada: com ela na vertical, vire o guidão para um lado até o batente. Ela tenta "cair" para o lado contrário. O mesmo vale para qualquer velocidade. A diferença é que, quanto mais rápido a moto estiver, maior vai ser a intensidade do contra-esterço e a moto fará a curva mais "no chão".

O contraesterço pode ser aplicado para vários objetivos:

  • Desviar a trajetória;
  • Direcionar a moto na curva;
  • Recolocar a moto de volta na posição vertical após a curva;
  • Corrigir derrapagem de traseira;
  • Recuperar a trajetória na curva;
  • fazer ultrapassagens

Experimente, numa estrada com pouco movimento, reduza a velocidade para 60 km/h, por exemplo, e mesmo numa reta, tente mentalizar que existe um obstáculo na pista e quando estiver chegando nele, empurre um pouco (bem pouco) um dos lados do guidão. A moto vai tombar para o lado contrário e tenderá a ir para este lado que tombar.

Pratique algumas vezes e comece a observar como você faz as curvas. Descobrirá que, sem ter noção ou conhecimento da técnica, você já executa o contraesterço, mas tendo consciência dos seus efeitos, suas curvas serão muito melhores e mais seguras.

Se achou interessante este artigo e quiser mais informações a respeito, recomendamos também a leitura do excelente artigo escrito pelo motociclista Hélio Rodrigues Silva:Dicas de pilotagem: curvas.

Comentários (27)

  1. ROBSON FUZILEIRO

O contra-esterço ainda é difícil de entender para algumas pessoas.
O mesmo não acontece quando estamos andando muito devagar, devagarzinho mesmo.
Se queremos fazer uma curva para a direita, devemos mover o guidão na direção para onde queremos ir, ou seja, empurro o lado esquerdo do guidão/puxo o lado direito do guidão e vou para a direita. Normal.
O contra-esterço é assim:
A uma velocidade de 50 km em diante, dá pra perceber o contra-esterço e quanto mais velocidade, mais perceptível ele se torna.
Para fazer uma curva à direita a uma velocidade de 100 km hora, empurro o lado direito do guidão para a esquerda. Simples e assim.
O guidão é empurrado para o lado oposto da curva.
Parece impossível, mas é isso que acontece.
Simples assim e quase a gente não percebe que faz isso.
Todos que pilotam uma motocicleta, mesmo que não o percebam, realizam o contra-esterço.

  1. China

Eu tenho uma dúvida: tenho uma moto Harley Davidson Dyna e já uso o contraesterço, mas por ser uma moto pesada fico com medo de fazer curvas em alta velocidade, portanto antes de uma curva eu reduzo a velocidade para uns 80Km, pois com menos velocidade a moto inclina menos para fazer a tangente. Minha insegurança é se a moto vai sair de lado se inclinar muito, ou se eu vou conseguir levantar a moto depois de ela inclinar. É só uma questão de treino ou as motos custom são piores de curvas do que os modelos esportivos?

  1. Rômulo Provetti    China

Olá China. Eu tenho uma Harley também. A velocidade que você deve entrar em uma curva depende muito do ângulo dela. Algumas você terá que reduzir muito e outras não será necessário.
O que faz a moto fazer uma curva é a banda de rodagem arredondada e o limite de inclinação é a banda lateral do pneu. Toda montadora coloca algum acessório ou componente nas suas motos para que a moto não incline mais que o limite. Normalmente são as plataformas, pedaleiras ou escapamento. Enquanto você não raspar algum desses componentes, você não terá problemas para fazer a curva (desde que na velocidade correta) e retornar a moto para a posição original. Mas observe que você deve evitar chegar nesse limite, pois se precisar reduzir o ângulo da curva que sua moto está fazendo, no meio da curva, não terá nenhuma margem de manobra.
É questão de treino sim, e as motos esportivas são mesmo melhores de curva que as custom, por uma série de fatores, como por exemplo o comprimento da moto e o tipo de pneu que usam.

  1. Reimão

Muito bom. excelente.

  1. Luiz Palmieri

Rômulo, essa manobra caso eu não esteja errado está também no site da Honda.
Quando estiver no You Tube digite: "raspando o capacete na curva."

  1. Rômulo Provetti    Luiz Palmieri

Luiz, a manobra foi usada pelos caras que raspam o capacete, mas eles são malucos!!! Não recomendo fazer aquilo.

  1. Luiz Palmieri

Aí Rômulo, vou mandar para o Luis Gustavo que trabalha com você aí na CEMIG!!!! rsrsrs
Agora ele vai pilotar direitinho!!! rsrsrs
Como já dito é pena que muitos não conhecem essa técnica. Faz uma diferença e tanto na condução de uma Harley.

  1. Jose gazal

Artigo muito apropriado para o momento atual. É enorme o número de motociclistas que desconhecem a técnica do contra esterço.
É só vc se posicionar atraz de uma moto, durante um passeio, e observar como o motociclista a sua frente está se perdendo nas curvas em velocidades acima de 60 Km/h. É assustador.
Bom artigo

  1. Rômulo Provetti

Diniz, abaixo, o link para um vídeo com o Valentino Rossi que mostra o movimento. É claro que o movimento aí é extremo por causa da velocidade, mas dá para ver como é:

http://youtu.be/KPIHfg3KJEY

Abraços

  1. Geraldo Diniz

Rômulo,
Demais confrades.

Sdçs.

Seria possível termos um vídeo sobre o assunto?.

Grato.

Diniz.

Seja o primeiro a comentar este artigo.
Carregar Mais

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização