Entrar

Cuidados ao pilotar na chuva

  • Categoria: Dicas
Cuidados ao pilotar na chuva

O primeiro mandamento: diminua a velocidade logo que começar a chover.

No caso de aquaplanagem (deslizamento do pneu sobre camada de água), a primeira coisa a fazer é desacelerar, não acionar os freios e não virar a direção, até que os pneus voltem a entrar em contato com a pista, permitindo virar ou frear a moto. Essa manobra não é fácil de realizar, ainda mais para condutores não treinados, por isso, diminua a velocidade sempre que a pista estiver molhada ou com poças, para evitar correr esse risco.

À noite, evite olhar diretamente para os faróis dos veículos que estiverem vindo na direção contrária. A luz é multiplicada pela pista molhada e os pingos de chuva na viseira, o que prejudica sua visibilidade.

Acione os freios de forma suave e progressiva, e sempre com antecedência. Uma freada forte pode travar as rodas, fazendo com que elas percam o contato com a pista. Além disso, pisando com antecedência, mesmo que suavemente, você avisa quem vem atrás que será preciso diminuir a velocidade.

Aumente o cuidado nas ultrapassagens. E sempre sinalize, para que o outro veículo saiba o que você vai fazer.

Tenha um cuidado especial se estiver com os sapatos molhados. Seu pé pode escorregar na hora de pisar em um dos pedais.

Manutenção preventiva. Na chuva, a diferença entre uma moto em bom estado e uma que requer conservação é mais gritante.

Pneu careca não consegue manter um bom atrito com a pista, mesmo quando o chão está seco. Troque os pneus antes que eles cheguem a este estado. E faça a calibragem toda semana.

Fonte (adaptada): http://www.cesvibrasil.com.br

Comentários (1)

  1. Esmeraldo de Freitas

Eu lido diariamente com acompanhamento de segurança do trabalho com cerca de 400 motociclistas ao longo do estado e obviamente tenho praticado a análise de diversos acidentes nesta atividade profissional. <br />Portanto esta experiência me permite resumir aqui algumas frases de efeito que, acho,...

Eu lido diariamente com acompanhamento de segurança do trabalho com cerca de 400 motociclistas ao longo do estado e obviamente tenho praticado a análise de diversos acidentes nesta atividade profissional. <br />Portanto esta experiência me permite resumir aqui algumas frases de efeito que, acho, podem ser objeto de reflexão, principalmente quando nos tornamos direta ou indiretamente responsáveis pela segurança de um grupo de motociclistas:<br /> <br />1º - Não tente desafiar a natureza, pois uma hora ou outra ela te vencerá e pode ser da pior forma;<br />2º - Pratique análise de risco para sair com sua moto, visando verificar se todos os riscos que ocorrerão estarão devidamente controlados;<br />3º - Fazendo referência ao 2º item acima, não conte com a sorte!<br />4º - Ainda fazendo referência ao 2º item, você pode ser o melhor piloto de chuva do mundo, mas lembre-se de que você não está sozinho na estrada/rua;<br />5º - A maioria dos motocilistas que se acidentam são jovens. Por estarem nesta fase eles adoram desafiar o perigo e conhecer seus limites e também os da moto;<br />6º - Fazendo referência ao 5º item, se podemos aprender com a experiência negativa dos outros, porque então fazermos parte desta triste estatística?<br />7º - Por fim, digo: piloto bom é piloto vivo! Ou, pelo menos, fisicamente saudável!<br /><br />Abs!

Ler Mais
Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

Conteúdo relacionado - Dicas para viagens de moto