Entrar

Dicas para viagens em longas distancias pela Iron Butt Association

  • Categoria: Dicas
Dicas para viagens em longas distancias pela Iron Butt Association

Com mais de 60 mil associados em todo o mundo e com sede nos Estados Unidos, a Iron Butt Association se dedica à promoção de eventos para motociclistas e à divulgação de práticas seguras para a realização de viagens de moto de longa distância. Para tanto, publica vários documentos com dicas escritas pelos motociclistas associados mais experientes. Reproduzimos abaixo a mais famosa das listas com dicas da entidade.

1Conheça seu limite e planeje a sua viagem
Se a viagem de moto mais longa que você já fez foi de 480 km em um dia, não planeje uma viagem com intermináveis 800 km por dia. Descontando o tempo ou outros problemas, após rodar vários quilômetros nos dois primeiros dias, a média diária cairá progressivamente do 3º ao 7º dia de viagem. No 7º dia, um piloto típico de longa distância vai rodar confortavelmente cerca de 65% a quilometragem média diária prevista. Se os profissionais têm essa quilometragem média, planeje distancias menores.

Inclua também trechos longos, mas fáceis de serem cortados em seu plano se houver atrasos. Esta será a maneira mais fácil de fazer sua viagem sem arruinar o resto. Se você é capaz de rodar 480 ou 1.600 km por dia, sua capacidade de rodar tende a diminuir com o passar dos dias. A perda mais grave está entre o 3º ao 7º dia, em que o Iron Butt equaliza em cerca de 65% do limite da sua capacidade máxima.

2Esqueça as altas velocidades
Esqueça o que você acha certo: altas velocidades e viagens de longa distância têm muito pouco em comum.

Um piloto que mantem velocidade constante pode rodar mais quilômetros, desfrutar do visual das montanhas, a escultura dos cânyos e as curva muito mais do que um piloto preocupado em fazer os melhores tempos através da passagem de uma montanha.

Além dos óbvios efeitos no consumo de combustível, o que significa mais tempo perdido à procura de um posto, deve-se considerar também a fadiga causada pela luta de empurrar uma motocicleta contra os efeitos do vento, quando anda muito além do fluxo de tráfego, podendo até receber uma pesada multa. Enquanto você está parado na estrada tentando explicar ao policial sobre sua pericia em pilotar, o piloto da tartaruga de 250cc vai acenar passando tranquilamente por você.

3Deixe sua droga e o estoque de café em casa
Isso é simples, drogas e outras substâncias estimulantes não funcionam! Se você precisar de drogas ou outras substâncias para ficar alerta e não cochilar (o Iron Butt Association inclui café e colas na lista de proibições) é hora de parar e descansar um pouco para continuar o desafio do dia.

4Prepare sua moto antes da viagem
Com o tempo curto, por que perder tempo trocando pneus durante uma viagem?

Sempre é mais barato trocar os pneus, correntes ou correias em casa, em vez descobrir que estes não podem ser encontrados durante sua viagem. Além disso, usando óleo de qualidade, a moto pode ir mais longe.

É muito comum ver pilotos de Iron Butt trocarem o óleo com 10.000 ou mais quilômetros. O tempo gasto para trocar o óleo durante uma viagem significa quilômetros que deixou de rodar. Uma motocicleta que roda em trânsito urbano precisar trocar o óleo com uma frequência maior que as que rodam em estrada.

5Evite adicionar acessórios ou fazer a manutenção imediatamente antes de uma viagem
Se isso puder ser evitado, não use a viagem como campo de teste para um novo e emocionante acessório. É isso que ocorre em um sistema elétrico com personalizações sem critérios.

Instalar faróis auxiliares ou outras modificações no sistema elétrico, que não sejam as essenciais, antes de uma viagem, normalmente é um pedido para ter problemas.

Isso não deixa você avaliar completamente o comportamento adequado do sistema elétrico antes de ter que depender dele durante a noite. E não se esqueça de que, mesmo o melhor mecânico, pode cometer erros. Tente evitar pegar sua moto e sair diretamente para uma viagem de 16.000 km. Durante uma viagem também não é o melhor momento para experimentar aquela nova capa de chuva, capacete, técnicas de arrumar bagagem ou nova forma de prender alguma coisa na moto!

6Use um colete elétrico!
Mesmo em noites mais quentes de verão, depois de alguns dias com temperaturas da ordem de 38ºC, durante a noite a temperatura pode cair muito (Salvo no sul, esse equipamento não é necessário na maior parte do Brasil.

No frio, em um dia úmido, os benefícios de um colete elétrico significam muito para que nenhum piloto saia de casa sem ele.

7Seja prático; mantenha os objetos pessoais bem acessíveis
Muitos pilotos usam uma bolsa no tanque, mas o que levam neles não é sempre bem pensado. Protetor solar, loções para pele, Colírio, lanterna, calibrador de pneus, mapas, GPS's e outros artigos essenciais devem ser mantidos em um local acessível. Se esses itens não estão à mão quando você precisar deles, não irá usá-los na hora certa. Isso pode levar a grandes erros, como não encontrar o seu mapa ou queimar o rosto, tendo que enfrentar o retante da viagem com o rosto todo dolorido causado pela queimadura de sol (nunca tente usar um capacete sobre uma cabeça queimada de sol) – Faça isso uma vez e você nunca mais irá esquecer o protetor solar.

Por outro lado, coisas como documentos da moto (DUT e Seguro) devem ser mantidos em uma área segura e embalados de forma hermética para proteção contra água. Supondo que provavelmente você somente irá precisa desses itens nas fiscalizações policiais, estar com todos eles em ordem e não vencidos mostrará ao oficial que você é um motociclista e não algum motoboy demente - isso poderia trabalhar a seu favor e não perder tempo.

8Esteja pronto antes de sair, não perca tempo com compras na estrada
As mesmas regras aplicadas à moto devem também ser aplicadas em seus equipamentos fundamentais. Mantenha uma lista de verificação dos itens essenciais e, em seguida, verifique todos antes de sair. Comprar uma pasta de dentes às 7 horas da manhã não é grande coisa, mas ter que procurar uma meia, cueca, luvas ou medicamentos especiais que você deixou em casa é outra completamente diferente, e isso pode gastar um tempo longo e valioso que poderia usar para descansar.

9Saiba como evitar o tédio
Viagens longas geralmente significam passar por locais que você pode não considerar como pontos interessantes. Para alguns pilotos, a rodovia BR-040, passando pela grande Itabirito é um belo passeio. Mas atravessar o sertão em um dia quente pode ser a estrada para o inferno, além de chata e maçante. Para momentos como este, ouvir sua música favorita pode ser uma excelente opção. Alguns outros truques podem ser usados, tais como ter na bolsa de tanque, doces, barra de cereal ou outra que você pode beliscar enquanto anda. Uma gota de limão azedo vai ativar seus sentidos e você poderá continuar mais uns vinte quilômetros! (Cuidado ao abrir as embalagens, você está pilotando uma moto. E não se esqueça de que doce aumenta a sede e tem contra-indicações para muitas pessoas).

10Tenha o contato de um serviço de reboque!
Avarias acontecem e não há nada como não ter ninguém a quem possa recorrer por ajuda. Companhias de seguros como, Porto, Liberty, Mapfre, Banco do Brasil e outras têm planos que disponibilizam reboques sem problemas.

Não se trata de uma questão apenas de dinheiro, mas o custo do plano x risco de um reboque pode ser grande. Dessa forma, usando as companhias de seguro, desde que tenham essa condição no seu contrato, você poupará horas ao telefone à procura de uma empresa de reboque. Pagar um pouco mais agora ou pagar mais caro depois é desperdício de tempo e dinheiro.

11Aprenda como ser rápido nas paradas
Pode não fazer sentido esta dica, mas o piloto de longa distância bem sucedido usa essa vantajosa estratégica. Sabendo que cada piloto é diferente, ninguém pode prever a velocidade média mais confortável para todos os pilotos.

O importante é saber em qual velocidade seu relógio interno anda e quando sua velocidade cair abaixo dessa média, será hora de parar um tempo e descansar. Tempo com paradas de café ou em postos de gasolina é tempo precioso que poderia ser mais bem gasto em um confortável quarto de hotel ou ainda melhor, dar uma caminhada para esticar os músculos cansados e doloridos, bombeando oxigênio para seu cérebro.

12Saber quando parar!
Tão logo você for tentado a fechar um olho, nem que seja "por apenas um segundo", encontre um lugar mais próximo e seguro para encostar e tirar um cochilo! Outros sintomas de fadiga que devem ser observados:

  • Incapacidade de manter a velocidade desejada. Se você começa a desacelerar constantemente e tem que acelerar mais para voltar ao ritmo é porque você está pronto para cair no sono!
  • Esquecendo-se de baixar o farol ao cruzar com outro veículo.
  • Indecisão. Você tem dificuldade de decidir parar para abastecer ou continuar? Não sabe que decisão tomar?

13Mantendo uma boa atitude mental
Se você realmente odeia chuva, talvez seja melhor usar o seu tempo e ficar o dia no hotel. O mesmo vale para o calor excessivo (se possível, tente andar à noite) ou talvez essas condições adversas podem colocá-lo em um estado mental tão ruim, que andar de moto não será divertido (se você se tornar aborrecido, perderá a concentração na estrada). Sim, respondendo ao seu chefe por que você está um ou dois dias atrasado para retornar ao trabalho pode causar algum stress, mas pelo menos você chegará em casa com segurança!

14Comer alimentos saudáveis
Comida rápida e uma viagem longa não é uma combinação, por isso, dê preferências ao seguinte cardápio diário:

  • No período da manhã stick (tipo de embalagem individual) de aveia, cereais ou um ovo com torradas (sem manteiga, por favor!).
  • O almoço, por favor, deve ser trocado por lanche saudável.
  • O jantar deve incluir uma salada com um prato de massa leve (de forma rápida e facilmente disponível em todo lugar, os pilotos de longa distância odeiam parar no Dennys e na maioria dos Wendys).

Se tudo isso falhar, o nosso lema é, "Se você não consegue comer direito, pelo menos tente comer uma comida light!" Considere ter um sanduíche natural dentro da data de validade, em vez de um "Quarter-Pounder" (espécie de um big X tudo) escorrendo gordura!

15Colocar a capa de chuva antes que chova!
Se você esta com menos de meio tanque de combustível, por que não parar, abastecer e colocar sua capa de chuva de forma rápida e segura?

Você pode ou não seguir nossos conselhos, mas nós recomendamos NUNCA vestir a capa de chuva no acostamento da estrada. Os perigos são muitos para enumerar, mas pense sobre isso se planeja se esconder da chuva debaixo em um viaduto; se você realmente quer ficar de pé em apenas 60 cm (aproximadamente o comprimento dos braços) em um tráfego com velocidade de 96 km/h e você reduzindo esse fluxo? Se estiver chovendo, você irá querer ficar em pé, perto de outros motociclistas, quase no meio do trânsito, com motoristas meio cegos pela chuva?

E lembre-se, que alguns desses motociclistas também estarão procurando um local coberto para parar e colocar as capas de chuva. Enquanto não existem estatísticas sobre esse ponto especifico, os acidentes continuam acontecendo nas estradas.

Por exemplo, assistimos um trágico acidente, em maio de 1995: em uma noite clara. Enquanto parava um veículo por causa de uma infração de transito, uma viatura da policia do estado de Illinois tinha suas luzes azuis completamente acessas (qualquer um que estivesse parado poderia ver a intensidade dessas lâmpadas). Embora ambos os veículos estivessem na interestadual, um motorista dirigindo cansado veio fora da estrada e bateu na parte traseira da patrulha, fazendo o carro da policia explodir e matando o patrulheiro que ficou dentro do carro.

16Paradas separadas para abastecimento e para lanche
Depois de abastecer (em uma rápida parada sozinho), você atravessa a rua para comer um lanche rápido, depois volta para a moto e monta novamente para voltar à estrada. Isso é equivalente a você rodar aproximadamente 35 km na rodovia e depois se alimentar. O resultado são duas mini paradas pelo preço de uma.

17Mantenha-se hidratado!
Enquanto a sua moto tem um medidor de combustível, infelizmente, o seu corpo não tem um simples medidor de hidratação - pelo tempo que está sem beber água, você já iniciou o caminho para a desidratação. Falta de água afeta o seu desempenho mental e físico, provoca dores no corpo, cólicas, dores de cabeça e pode até ser a causa direta de lesões e doenças. Se você está com sede ou não, beba água a intervalos regulares - mesmo com o tempo frio, você nunca pode sentir sede (não acho que isso passa acontecer a você).

Embora possa parecer extremo, recomendamos que durante os passeios longos, evite beber água local e dê preferência por água purificada e engarrafada. Mudanças na composição da água local podem levar a vômito, diarreia e, em alguns casos extremos, podem até ser necessária a hospitalização. Além dessas preocupações, em 1995, o governo federal emitiu um alerta para o parasita Cryptosporidium, responsável por algumas doenças. Ele pode ser contraído pela água, porque é resistente à maioria dos sistemas de tratamento de água municipais. Enquanto um indivíduo saudável pode lutar contra esse parasita, recomendamos evitar, tanto ele como outros potenciais parasitas existentes na água.

18Tenha sempre pelo menos meio galão (1,8L) de água
Você não precisa andar no deserto para ouvir este conselho. Por exemplo, empurrando uma motocicleta quebrada uma curta distância até uma colina para encontrar um lugar de estacionamento seguro, durante uma noite fria, você pode ter uma sede que não pode ser descrita. Sua reserva de água deve ser mantida sempre em duas garrafas. Uma deve ser usada para beber normalmente (ou seja, sempre que você tiver sede, beba a água dessa garrafa) e a restante deve ser embalada e guardada para as verdadeiras emergências, tais como avarias. A teoria aqui é simples. Uma vez que pilotos começam a levar água, elas serão usadas. Infelizmente, se você beber sua fonte de emergência, então, você não terá para uma emergência. Faça um favor a você mesmo, embale o a água de emergência em uma área de mais difícil acesso e mantenha para quando realmente precisar.

Nota de saúde: embora a água engarrafada tenha uma vida útil bastante longa, para garantir que a água seja segura para beber, ela deve ser trocada todos os dias.

19Obter combustível antes de você precisar dele
Você só tem que ficar sem combustível uma vez e acabar com todo o tempo que você salvou não parando ou fazer um desvio de cinco milhas (8 km) em busca de combustível. Quando vir um posto e não conhece a região, pare e abasteça!

De tudo que foi dito, tenha em mente que parar para abastecer será uma perda de tempo se não gerenciado adequadamente.

Enquanto você perde 5 minutos na bomba de combustível pode até não ser prejudicial em eventos de vários dias, mas pode ser devastador no Iron Butt de 24 horas, em que é fundamental você manter uma velocidade média mínima. Sempre que possível, use postos de auto atendimento (NÃO DISPONIVEIS NO BRASIL). Tenha mais de um cartão de crédito acessível, pois, no caso de sistemas automatizados sua instituição financeira pode "desligar" e seu cartão não será aceito.

20Pacote com variedade de vitaminas
Deveríamos deixar este conselho para um médico, mas em geral, a recomendação mínima é tomar vitamina diariamente. Procure o conselho de seu médico sobre quais vitaminas são melhores para o tipo de condições que você estará enfrentando (requisitos dos dias quentes do verão e dos dias frios de inverno). Para viagens de longa distância, procure vitaminas que irão evitar cãibras musculares (Potássio).

21Tenha sempre aspirina para as dores
Nota: Enquanto a aspirina goza de quase um culto na comunidade de motociclistas (pilotos afirmam que ela alivia uma variedade de dores e ajuda a prevenir espasmos musculares), é importante lembrar-se de consultar seu médico para efeitos colaterais relacionados ao seu uso. Por exemplo, a aspirina pode reduzir temperatura de seu corpo. Assim, os pilotos escolhem usá-la para dores ao longo do caminho, mas devem estar cientes que ela pode provocar a redução de temperatura do corpo também. Além disso, a aspirina atua como anticoagulante (algo para preocupar, pois no caso de um acidente e você tiver ferimentos, como consequência poderá ter uma hemorragia séria). Algumas marcas de aspirina contêm cafeína (às vezes é adicionado para que a aspirina tenha efeito mais rápido). Uma rápida leitura na embalagem você saberá se cafeína faz parte da fórmula ou contém esse ingredientes ativo.

22When riding back roads, be extra cautious when crossing county lines!
In many states, road maintenance is the responsibility of the county. That means every fifty miles or so you may be dealing with different pavement mixes and different engineers ideas of what is a good design. After crossing a county or state line, take notice of subtle signs of how the local road department operates. Has the pavement gone from asphalt to concrete? Are the turns well marked? Do they use decreasing radius turns?
Are road repairs done with rubber sealer (the kind that flexes slightly when hot, which can cause some riders to panic if they are not used to a motorcycle moving around underneath them when leaned over), gravel or other hazardous methods?
Is vegetation trimmed back from the side of the road? Do fences exist to keep animals on the sidelines?
Find out how the locals do it before you get the surprise of your life!

ESTE ITEM SE APLICA SOMENTE ÀS ESTRADAS DOS EUA (USA).

23Nunca andar mais rápido do que a sua capacidade de parar!
Imagine-se descendo rodovia em uma densa neblina a 80km/h, quando de repente você depara com um carro parado na pista rápida. Você pode parar antes de bater no carro? Você pode até pensar que esta é uma pergunta ridícula, mas isso já aconteceu e acontece até com bastante frequência. Não seja o próximo piloto morto ou jogado para fora de sua moto. Esta mesma dica também se aplica com tempo bom. Você está andando a aproximadamente 16 km/h perto de uma esquina que você não pode ver, mas passa, vale a pena passar seis meses em um hospital? Pense nisso como você irá viver para andar em outro dia. Lembre-se sempre da prioridade número 1 quando participa de viagem ou percurso de longa distância e alta resistência (Iron Butt): cruzar a linha de chegada vivo. O resto é tudo alegria!

24Você quer continuar vivo? Fique longe de caminhões!
Caminhoneiros odeiam ter alguém seguindo. Quando você está atrás de um caminhão, você se torna passivo. Em vez de prestar atenção na estrada, um caminhoneiro irá ficar preocupado com alguém na traseira. Do ponto de vista dos motociclistas, não é incomum o pneu de um caminhão explodir. A veterana Iron Butt e caminhoneira profissional Mary Sue Johnson adverte: o deslocamento de ar de um pneu estourando, além das pedras, pavimento e terra arremessados juntos são muito perigosos. A explosão de um pneu de caminhão pode deslocar um pesado caminhão, pois o impacto é equivalente a uma boa de boliche a 96 km/h. Suzy adverte que se um caminhão passar por cima do tubo de escapamento ou um silencioso na estrada, provavelmente você só irá vê-lo quando for muito tarde, provocando um grave acidente. Além disso, os pneus dos caminhões podem soltar a banda de rodagem, comuns em pneu recauchutados, e essa banda de rodagem na estrada também irá provocar um sério acidente.

Se um caminhoneiro tem que frear fortemente por causa de algo na estrada ou alguém ultrapassando, (isso já aconteceu comigo mais de uma vez) e você não está atento, você fatalmente irá bater na traseira dele. Isso acontece todo dia e o tempo todo. Além de tudo isso, você também não terá uma visão da estrada, pois um caminhão na sua frente é como uma parede, principalmente sob chuva. Se você acha que isso é tudo grande teoria e que nunca vai acontecer com você, na vida real acidente com pneus de caminhões são mais comuns que você imagina. Aconteceu no dia 03 de junho de 1997 em Chicago. Intitulado Sun-Times "adolescente morre quando a roda de um caminhão se solta e voa ... "Duas rodas do semirreboque de um caminhão de 18 rodas se soltou na Expressway Eisenhower ... matando um jovem de 18 anos de idade. Uma das rodas rolou para cima e sobre uma barreira de concreto e atingiu o veículo utilitário esporte em que o adolescente estava sentado no banco do passageiro, na frente.

25Elimine todas as distrações e irritações
Elimine todas as potenciais distrações e irritações antes da viagem, não importa o quão pequenas possam parecer.

O custo de estamina e energia utilizadas para combater os efeitos de irritaçoes, principalmente o cansaço, pode ser enorme. Agravantes, ainda menores, serão ampliados durante uma viagem de longa distância e sua preciosa energia será roubada sob a forma de stress. A chave para lutar contra possíveis irritações é uma moto bem preparada e corretamente configurada sob os aspectos da ergonomia, que garantirea excelente resultado para o piloto. Conforto enquanto viaja com segurança é o verdadeiro segredo com que os veteranos podem percorrer grandes distâncias.

26Kit de reparo de pneu - saiba como usá-lo!
A maioria dos furos em pneus sem câmara de ar pode ser reparada em poucos minutos! Não há nenhuma desculpa para não possuir um jogo de reparo, mas o mais importante é saber como usá-lo. Pratique em casa com um pneu velho, para que você não fique tentando descobrir como é o processo na beira da estrada! Enquanto pneus com câmara são os que mais dão aborrecimento, uma vez que você sabe como reparar, isso poderá ser feito na estrada e muito mais rápido do que tentar providenciar um reboque. Além disso, você deve inspecionar periodicamente seu jogo de reparo do pneu para garantir que a cola não vazou do tubo. Se seu kit tem cartuchos de CO2 para encher os pneus estão em ordem, você sabe quantos cartuchos de CO2 são necessários para encher um pneu? Informe-se antes de pegar a estrada!

27Kit básico de ferramentas

  • Arame recozido sem galvanização.
  • 2 metros de fio flexível 1,5 mm2;
  • Jogo chave combinada 1⁄4 a 1 pol;
  • Jogo de chave além;
  • Jogo de chave torks;
  • Alicate universal;
  • Alicate de bico;
  • Alicate de corte;
  • Cabo para carregar bateria;
  • Fita isolante;
  • Abraçadeira tipo helerman;
  • Chave inglesa;
  • Lanterna;
  • Chave de fenda;
  • Chave de fenda Philips;
  • Jogo de chave cachimbo;
  • Super cola;
  • Trava rosca;
  • 1metro abraçadeira de aço flexível
  • Reparador de pneus;
  • Lâmpada de farol;
  • Lâmpada de seta e farolete.

Tradução: Paulo Góis / Adaptação: Rômulo Provetti

Comentários (20)

  1. Tauari Formiga

Faltou uma....e por sinal, a que me fez voltar da minha primeira tentativa de fazer um iron Butt. Não subestimar a natureza. Peguei mais ou menos 500km de chuva a noite, tive que parar, pois tinha perdido todos os reflexos. No mais as dicas foram bastante importantes para uma longa viagem tranquila. Valeu!!!!!

  1. Serafín Fernández

Caro Rômulo, se não é permitido o uso de Fones de Ouvido de acordo a legislação de trânsito no Brasil (Art. 252. Inciso VI) como fica a utilização do intercomunicador entre o Piloto e o Carona? É permitido? não é Permitido?

  1. Rômulo Provetti    Serafín Fernández

Prezado Serafuz,
Minha opinião é que o uso de intercomunicadores pelos motociclistas é permitido por dois motivos:

1 - não existe restrição para a sua comercialização no Brasil. Todo equipamento de comunicação deve ser homologado pela ANATEL e aprovados pelo INMETRO. Se fossem proibidos pela legislação de trânsito, isto não ocorreria.
2 - os micro auto falantes ficam nos capacetes e não nos ouvidos dos condutores.

O Artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro: Dirigir o veículo:
[...];
VI - utilizando-se de fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular;

... tem como objetivo evitar que o condutor, utilizando fones de ouvido, não escute alertas sonoro do trânsito como buzinas, apitos de agentes, sirenes de veículos em serviço, etc., o que não acontece no caso do intercomunicador.

  1. Serafín Fernández    Rômulo Provetti

Caro Rômulo, Muito Obrigado pela sua pronta resposta. Aproveitando a oportunidade gostaria de lhe dizer que junto com a minha Esposa estamos prestes a iniciar no dia 28/04/2015 as 12:00 desde a cidade de Pinheiro no Maranhão uma viagem/aventura de Motocicleta (Baixa cilindrada) ao redor do mundo.
Caso tiver um pouquinho de tempo dentro do seu atarefado dia, por favor, de uma olhada em nosso Site: www.mybigdream.co e se de alguma forma simpatizar com o Projeto e sem querer abusar da sua boa bondade e puder compartilha-o nas suas Redes Sociais vamos ficar muito lisonjeados e felizes.
Atenciosamente,
Serafus.

  1. Alex

Olá, por acaso existe um limite de quilometragem numa viagem que uma moto (CG 125 Fan) consiga fazer? Existe algum tipo de procedimento a se fazer numa viagem longa?

  1. luiz

Numa viagem de 4.000 km. meu pneu traseiro gastou até na lona e o dianteiro ficou todo calombado dificultando a pilotagem.
Gostaria de saber se existe um pneu mais resistente para motos de 350 quilos?

  1. Rômulo Provetti    luiz

Luiz, minha moto tem esse peso. Eu gosto de usar o Michelin Commander II. Na falta dele, o Dunlop.

É importante entender muito bem como funciona e qual o pneu mais indicado para a sua moto antes de comprar. Dê uma lida nos dois artigos abaixo que devem ser muito elucidativos:
http://viagemdemoto.com/dicas/1769-data-de-validade-capacidade-de-carga-e-velocidade-do-pneu
http://viagemdemoto.com/dicas/453-como-funciona-um-pneu-de-motocicleta

  1. Francisco Augusto Maia

Gostaria de saber, Qual a opção melhor; Ao chegar nas cidades," seguir por dentro das cidades " ou preferir os desvios. Ou seja; passar por fora. Muito obrigado. P X 7 B 1325 ( Em QAP/QRV).

  1. Rômulo Provetti    Francisco Augusto Maia

Depende de cada caso e principalmente do desvio e da cidade que você terá que desviar. Se for uma cidade grande com um anel viário, que facilita o deslocamento, eu preferiria passar por ele do que pela cidade. Normalmente as grandes cidades têm um trânsito complicado e se for horário de pico fica pior ainda.

  1. Francisco Augusto Maia

Muito importante, principalmente agora , que estou planejando uma viagem de Mombaça - CE . Para a cidade , Marabá no estado do Pará. Li e reli, com toda atenção. Muito aprendizado. Muito obrigado. P X 7 B 1325.

  1. Marcos

Muito legal esta matéria ! Parabéns ao autor !

  1. Muller

Em um dos itens vocês dizem que ouvir música ajuda a aliviar o tédio, mas, é permitido usar fontes de ouvido durante uma viagem?

  1. Rômulo Provetti    Muller

Muller, o texto foi traduzido diretamente do inglês e ele está de acordo com as normas americanas. No Brasil, é proibido o uso de fones (no plural) de ouvido.

  1. muller    Rômulo Provetti

Sabe se tem alguma restrição sobre instalar equipamento de som de guidão? como esse do link:

http://www.25aqui.com.br/super-som-para-moto-p51

  1. Rômulo Provetti    muller

Se não conectar fones de ouvido neles para escutar músicas, não há restrições. O CTB define da seguinte forma:
Art. 252. Dirigir o veículo:
VI - utilizando-se de fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular;
Infração - média;
Penalidade - multa

Seja o primeiro a comentar este artigo.
Carregar Mais

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

Conteúdo relacionado - Dicas para viagens de moto