• Dicas
  • Publicado em:

Dicas de direção defensiva

  • Antes de viajar calibre adequadamente os pneus de sua motocicleta. Na utilização urbana, faça o mesmo no mínimo semanalmente.
  • Verifique se a quilometragem da troca do óleo não vai "passar" durante a viagem. Se for o caso troque o óleo antes de pegar a estrada. No caso de a viajem ter uma distância a ser percorrida maior que a quilometragem programada de substituição do óleo se programe para efetuar tal troca durante a viagem.
  • Nunca viaje por mais de 01 (uma) hora sem parar para descanso, promovendo um “alongamento” e aproveitando para completar o tanque de combustível, mantendo-o sempre cheio, buscando sempre abastecer em postos de confiança em relação à qualidade do combustível. Você nunca sabe o que vai encontrar pela frente.
  • Ao entrar numa rodovia ganhe velocidade pelo acostamento de forma a já entrar "embalado" na primeira pista, observando a condição de assim fazê-lo com segurança. Desta forma você não fechará os demais veículos.
  • Para sair de uma rodovia diminua a velocidade gradativamente. Se houver desnível não faça uma manobra brusca, deslize a motocicleta de forma a não perder o equilíbrio necessário à sua segurança.
  • Se o pneu furar numa ponte (via sobre mar ou rio) ou viaduto (via sobre terreno) ande com o pneu furado até o outro lado. Sinalize com seqüência intercalada de sinais com as setas de direção, ora para um lado ora para o outro.
  • Jamais faça ultrapassagens em pontes ou viadutos.
  • Ande sempre atendo à possíveis manchas de óleo na pista, quando estiver se aproximando ou se distanciando de postos de abastecimento, já que é comum caminhões e carretas derramarem involuntariamente este produto após abastecimento.
  • Viajando à noite em rodovia de pista dupla, trafegue até 80 km/h. Essa é a velocidade proporcional à visão oferecida pelo farol.
  • No início da chuva, fique atendo à sujeira e óleo na pista, que aumentam possibilidade de derrapagem, havendo portanto necessidade de redução drástica de velocidade, para “assentar” a moto na pista.
  • Antes do início da chuva, pare e “lave” a viseira do capacete de preferência com sabonete neutro ou “detergente”, evitando a presença da “gordura” deixada por insetos.
  • Durante a chuva. se permita sempre ver o “rastro” do pneu de sua Moto na pista. Se não acontecer é porque sua moto está aguaplanando (boiando sobre um véu de água), diminua a velocidade suavemente até as marcas voltarem.
  • Regule o farol. Esse é um procedimento rápido e várias oficinas oferecem gratuitamente.
  • Segure o Guidão com as duas mãos. Se necessitar retirar uma mão da manopla, estando na chuva, pare sua motocicleta.
  • Use o retrovisor para controlar suas manobras, mas também use para controlar as manobras dos outros.
  • Nunca ultrapasse pela direita. Se não der para ultrapassar pela esquerda desista da manobra.
  • Quando for viajar repouse pelo menos meia hora antes.
  • Faça refeições leves. Comida pesada, bebida alcoólica e cigarro diminuem os reflexos. Em qualquer direção, inclusive carros. Sente-se em sua moto de forma confortável e que proporcione a sensação de domínio do equipamento.
  • Conheça totalmente sua motocicleta. Tenha todo o controle do veículo. Leia o manual de instruções. No trânsito não dá tempo para verificar "para que serve esse botão?".
  • Faça as trocas de marcha no tempo certo. Trocar de forma antecipada faz o veículo perder velocidade. Se trocar atrasado faz o veículo reduzir e dar trancos. Nas duas hipóteses há grande consumo de combustível.
  • Uma curva perfeita se faz assim: antes do início da curva diminua a velocidade para a compatível com a manobra. Durante a curva acelere gradativamente, isso fará a motocicleta "assentar" na pista.
  • Verifique rotineiramente as luzes de seu veículo; pisca-pisca, faróis e neblina (se tiver).
  • Procure fazer algum curso de primeiro socorros. Isso pode ser útil para terceiros e para sua garupa.
  • Cuidado para suas condições psicológicas, não dirija se estiver nervoso, deprimido, revoltado, estressado, sonado etc.
  • Se fizer tratamento com algum remédio, verifique na bula se ele provoca sono ou diminuição de reflexos. Não pilote se for o caso.

Fonte: Jacson Padilha
www.jacson.com.br

Última modificação: Qua 25 Jan 2017

Deixar seu comentário

Postar comentário sem fazer login

0 / 2000 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 5-2000 caracteres