Entrar

Velas de ignição para motos precisam de verificação periódica

  • Categoria: Dicas
Cuidados e manutenção da moto

Os componentes das motocicletas trabalham constantemente em condições mais severas que em automóveis, por isso os fabricantes de motocicletas indicam em seus manuais do proprietário a troca das velas de ignição em períodos diferenciados conforme as características de cada modelo.

Os motores de motocicletas são mais compactos fazendo com que as velas de ignição tenham dimensões reduzidas e grau térmico diferente, ou seja, a vela utilizada em motocicletas é "mais fria". A rotação do motor destes veículos gira normalmente acima de 6 mil RPM e, na maioria das vezes, em rotações acima das utilizadas em automóveis.

A recomendação é que antes da aplicação da vela, o reparador consulte o catálogo de aplicação do fabricante da vela ou o Manual da moto, Velas de ignição em veículos de duas rodas trabalham em condições mais severas do que em automóveisjá que as velas de ignição possuem características técnicas diferentes e são desenvolvidas especificamente para cada tipo de motor. Para evitar surpresas e panes a NGK, maior fabricante e especialista em velas de ignição do mundo, orienta o motociclista a realizar uma verificação na peça a cada 3 mil quilômetros.

Moto flex

O sistema bicombustível foi aprimorado mais recentemente para motocicletas, mas assim como nos automóveis, traz a preocupação com a utilização em baixas temperaturas, principalmente por este tipo de veículo não possuir sistema de partida a frio, reforçando a necessidade de velas de ignição em bom estado.

"Como a amperagem das baterias de motocicletas normalmente é menor, a insistência para ligar o veículo pode esgotar a bateria. Outro problema é um possível encharcamento da vela com combustível. Velas em bom estado podem evitar vários problemas como dificuldade na partida do veículo, alto consumo de combustível, irregularidades no funcionamento, falhas durante retomadas e aumento dos níveis de emissões de poluentes.", esclarece Hiromori Mori, técnico da Assistência Técnica da NGK.

O técnico ressalta que automóveis possuem vários cilindros o que permite, em caso de falhas, que o proprietário se dirija a um lugar seguro. "No caso das motocicletas, por possuir um único cilindro, no caso de falta de manutenção do sistema, fatalmente o veículo vai parar", completa Hiromori.

Terminal Supressivo

O terminal supressivo têm como função conduzir a alta tensão produzida pela Bobina até as velas sem permitir fuga de corrente. Tanto as velas quanto o terminal são projetados para resistir a altas temperaturas e voltagens além de garantir a perfeita vedação entre a vela de ignição e o terminal, fator importante quando a moto é utilizada em dias de chuva ou locais alagados para que não ocorram falhas do motor.

Função das velas de ignição

A função da vela de ignição é conduzir a alta voltagem elétrica para o interior da câmara de combustão, convertendo-a em faísca para inflamar a mistura ar/combustível. Apesar de sua aparência simples, é uma peça que requer para sua concepção a aplicação de tecnologia sofisticada, pois o seu perfeito desempenho está diretamente ligado ao rendimento do motor, os níveis de consumo de combustível, a maior ou a menor carga de poluentes nos gases expelidos pelo escape.

Fonte: www.ngkntk.com.br

Comentários (1)

  1. Fernando

Eu recomendo o uso de velas IRIDIUM qu etem uma vida util bem mais longa (de 50 até 100% mais que a comum)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização