De Cachoeiro a Ushuaia

Nesse dia, eu, Kadim e Odileno fomos fazer um passeio de Catamarã pelo Canal de Beagle para ver pingüins e leões marinhos, em um barco show de bola, muito grande e quentinho por dentro.

Saímos do Ushuaia com a alma lavada do dever cumprido. Eram 8h05min de uma manhã muito fria, uma das mais frias de toda a viagem. Minha mão congelava e eu aquecia no motor e na descarga da minha moto, mas não conseguia vencer a sensação de frio extremo na ponta dos dedos. Tinha comprado uma luva de alpinista, mas não tem nada que vence o frio com o vento. Andei 25 km e parei para aquecer minha mão. Lembrei que tínhamos ainda muitos quilômetros pela frente e que ainda teria que suportar muito frio e dificuldades.

Saímos cedo para um passeio de barco. No trajeto, vimos muitas paisagens, geleiras, arco-íris, cachoeiras de mais de 100 metros de altura com águas claras e gélidas. Ficamos impressionados com as montanhas gigantescas e tudo que nos cercava.

Odileno, quando acordamos, já havia partido para encontrar Moacyr que já havia conseguido o pneu que veio de Santiago. Havia também colocado uma câmara de ar para compensar o amassado na roda, que agora além de amassada, estava também trincada, na tentativa do borracheiro desamassar.

Logo bem cedo tomamos café e nos informamos a respeito do passeio a Perito Moreno, onde ficam as geleiras Glaciais.

Partimos para a nova aventura. Chegamos à entrada do parque, onde pagamos 60 pesos argentinos cada um para entrar. Outro assalto de passeio. A paisagem era paradisíaca. Não resisti e peguei minha filmadora Mini DV e coloquei sobre minha maleta de tanque e filmei grande parte do trajeto que mostrava curvas e lagos de água azul e montanhas e mais montanhas enormes, muitas delas ainda com muito gelo em seu cume.

Página 2 de 4

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.