Depois de conquistar o objetivo principal da viagem, chegar a Key West, agora estamos retornando para o norte. Nosso plano era rodar o máximo possível antes de anoitecer no dia de hoje. E assim fizemos, percorremos 534 milhas (854 km) e estamos na Georgia. Muito bom, considerando que saímos tarde do hotel que estávamos em Islamorada e fizemos algumas paradas longas.

O mais inusitado aconteceu em uma dessas paradas. Era um posto de serviço, onde paramos para descasar e hidratar. Ao retornar para a moto, o Hugo levou um susto ao ver uma cobra subindo na parte da frente. Ele deu um pulo e me chamou. Vi a cobra armando o bote em um buraco junto à mesa de direção. Ele foi chamar alguns trabalhadores de estrada que estavam próximos e um deles disse que, pela descrição que o Hugo fez, a cobra era venenosa. Tentamos por vários minutos tirar a danada de onde estava, cutucando com alguns galhos, ligou o som alto, ligou a moto e nada dela sair. Sugeri ao Hugo desmontar a carenagem, mas ele não tinha ferramentas para alguns parafusos. Sugeri levar a moto a uma concessionária da Harley, mas o Hugo disse que não montava na moto de jeito nenhum. Ele estava de bermuda e tênis. Eu propus trocarmos de moto e eu levar a dele, visto que estava de bota, calça grossa, jaqueta, luvas... Depois de pensar um pouco ele concordou.

Costa leste dos Estados Unidos

Subimos nas motos e eu fui na frente, depois de percorrer cerca de 2 milhas, a danada saiu do buraco onde estava escondida e pulou em cima do meu pé e depois caiu no asfalto. levei um baita susto, mas controlei a moto e parei no acostamento. Depois rimos muito do caso, mas foi uma pena que não tiramos nem uma foto ou filmamos a cena. Teria sido um sucesso na internet.

Percorremos até agora 2.483 milhas (3.973 km).

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização