Riders Of Freedom

Reinaldo Brosler é especialista em Gestão e Projeto de Desenvolvimento de Interiores de Aeronaves na Embraer em São José dos Campos, motociclista, vice presidente do Águias do Vale MC e Administrador do site Riders Of Freedom, escreve sobre a vida, o cotidiano e o mundo do motociclismo.

Até onde devemos ir na vida, e no motociclismo

Com as nossas discussões infundadas e que não levam a lugar nenhum? Cremos que até a sua precoce interrupção, no exato momento em que a razão delas passou pra um segundo plano.

Com os nossos medos e insegurança? Cremos que até entendermos que na vida, mesmo com todo cuidado, consciência e boa intenção, as coisas ainda são passíveis de dar errado.

Dogma dos motociclistas

Guardem as suas imagens nas estradas e em lugares inimagináveis, como um certificado de quem vocês realmente são: irmãos de fé e destino, espiritualmente únicos.

Transformem esta rica ligação em momentos de amizade e cumplicidade a todo instante. Irão querer revivê-los muito, mas muito, um dia.

Nem 8, nem 80, nos eventos no motociclismo

Nem 8, nem 80.

Essa ladainha é antiga e sempre volta, com praticamente a mesma roupagem. Gerando um certo estresse entre alguns motociclistas e moto clubes, cujas discussões e alardes por fóruns e blogs são tão acaloradas, que acabam afetando a todos, ao menos um pouco. O que não é um grande problema, pois apenas brota uma cara feia daqui e outra acolá, uma inimizade “temporária” de uns aqui e de outros ali, e a gente sobrevive seguindo em frente. O tempo cura e sobrepõe tudo isso, ao menos até a próxima.

Geração "top de linha"

O que num primeiro momento parece significar somente um estágio de evolução, com um diferente olhar podemos encontrar amarras que nos impedem de ter um novo entendimento do verdadeiro saber viver, e efetivamente praticá-lo.

O mundo moderno, sem apercebermos, se utiliza da construção de padrões de comportamento que nos induzem a pensar exatamente como outros e como alguns estrategicamente querem que pensemos. Numa espécie de direcionamento dos nossos anseios e expectativas, com pseudo-benefícios pra gente e total benefício$ pra eles.

Sem arrependimentos, na vida e no motociclismo

Caros motociclistas e triciclistas

E se?
Uma pergunta tão simples que pode ser tão complexa.
De repente, uma grande colisão.
Imaginem, momentos antes numa curva, um veículo de grande porte desgovernado em direção a uma motocicleta com piloto e garupa.
Imaginem o barulho “seco” de uma batida.
Imaginem o silêncio dos motores e pequenos “murmúrios de lamentação e dor” com o veículo capotado e a motocicleta em pedaços.

Viva o Dia do Rock

Viva o Dia do Rock, e vivam 15 grandes apresentações de nossas queridas bandas no circuito motociclista em 2010.

No Dia do Rock, e estando no lugar certo, pois estes CARAS são mais que "Credenciados" como especiais representantes do melhor rock and roll que corre nas nossas veias, relacionamos abaixo grandes apresentações de nossas queridas bandas no circuito motociclista que cobrimos o ano passado, começando lógico com o trio Sepúlveda, Pedrinho e Flamarion (clique no nome da banda).

O nosso DNA no motociclismo

Batendo na mesma tecla

O motociclismo, ao longo de toda a sua história, sempre esteve associado a uma posição contestatória de uma realidade vigente no mundo. Seja desde uma das suas possibilidades de surgimento, com a criação de um veículo de duas rodas de mesmo tamanho e unidas por uma madeira, pelo provocante Conde de Sivrac em 1790 na França e que fez o maior sucesso entre a “jovem guarda” da época.

As nossas referências no motociclismo

Caros motociclistas e triciclistas

Alguém pode nos beliscar?

Devemos estar num pesadelo, pois não dá pra acreditar, que vivendo num estado "quase" democrático, e em plena primeira década do século 21, convivemos com um Brasil de tanta corrupção.

Tempos de mudanças na vida e no motociclis​mo

Somente uma coisa é certa, a de que sempre haverá mudanças. Fato cada vez mais crescente nestes novos tempos, em número e velocidade. Estão tão presentes no nosso cotidiano, como a nossa dificuldade para assimilá-las.

Um simples papel que comumente usamos, era de 1000 anos até alguns dias atrás, a melhor tecnologia que tínhamos para efetuar registros.

As tribos do motociclis​mo

Caros companheiros,

Quem somos nós motociclistas? 

Seres em constante movimento, pertencentes a diversas “tribos”?

Conteúdo relacionado - Artigos

História da Motocicleta

Categorias de motocicletas

Riders Of Freedom

Na medida certa

Riders Of Freedom

Redes Insociais