Textos legais

Conto é a forma narrativa, em prosa e de tamanho reduzido. Entre suas principais características, estão a concisão, a precisão, a densidade, a unidade de efeito ou impressão total. O conto precisa causar um efeito singular no leitor: muita excitação e emotividade. Ao escritor de contos dá-se o nome de contista. Nesse espaço você vai encontrar textos que tratam de motos, viagens de moto e pessoas que vivem a vida sobre uma moto.

Viajar de moto

Viajar de moto é uma das experiências mais fascinantes que se pode ter nessa vida. Quem não tem o coração de motociclista, provavelmente nunca entenderá o porquê.

Mas até mesmo eu, às vezes, fico me perguntando, afinal, por que é tão bom assim?

Um norte

Na vida é preciso ter um norte,
E seguir sempre na direção dele,
Seria bom ter uma boa companhia,
Mas se a barra pesar, e a solidão chegar, a vó nos falou:

Porque eu ando de moto e porque eu acho que você vai andar também

Quase meia-noite, você está em casa, aquela preguiça, friozinho e ainda chove. A campainha toca e a pizza chegou na hora. Foi um motoboy que trouxe. Para o nosso conforto, alguém trabalha muito duro. Deve ser esse mesmo motoboy, que para entregar a pizza, o remédio, o documento ou a encomenda, saiu rasgando as ruas das nossas cidades, custe o que custar. É o guidom que arrebenta o espelho ou arranha a pintura. O motoboy é a expressão máxima do nosso capitalismo acelerado, do sistema brasileiro de neuroses.

O nascimento de um moto grupo

Lendo o relato, Historia de motociclistas, aqui no site, me vi na obrigação de também contar um pouco da nossa historia, dar minha contribuição e fazer aqui uma homenagem ao Seu Zalmir machado fundador e pai de alguns membros do nosso Motogrupo, Machados do Asfalto, de Contagem, MG.

Lá pelos anos 70, quando o país era dominado pela ditadura militar, as coisas eram meio que difíceis por aqui, o país andava devagar, ainda era meio agrário, o dinheiro era pouco e as novidades custavam para atravessar o Atlântico e desembarcar em terras brazilis.

História sobre motociclistas

Há algum tempo atrás, quando chegava de mais uma viagem, encontrei meu vizinho de apartamento na portaria do prédio onde moro. Enquanto "desarreava" a moto e retirava a bagagem, aquele senhor de sorriso fácil e rosto bondoso, me contou que seu filho, um garoto de uns dez anos, aficionado por motos, certa vez gastou um tempão lhe falando de histórias sobre nós, motociclistas, mas, que para me ser honesto, não havia prestado muita atenção.

Ritos de Passagem

Uma viagem, um recomeço, o que o destino trouxer

Capítulo 1 – O fim e o começo

Eu começo este livro pelo fim, o fim de meu casamento. Realmente nunca quis que ele acabasse, mas atitudes inteligentes e bastante oportunas de minha parte (para não dizer o contrário) tiveram como consequência imediata a nossa separação. Era o dia 7 de dezembro de 2012, então eu já tinha exatos 12 anos e 3 meses de relacionamento, 2 anos e quase 2 meses de casamento oficializado. Nossa filha foi dama de honra, na cerimônia, e entrou com o buquê de flores escondendo o rosto. Quem via dizia: "que criança tão acanhada..." ledo engano... Quem conhece a peça sabe do que estou falando, mas em outra hora te direi quem realmente ela é...

Viagem de moto para pedir uma mão em casamento

As fotos não estão muito boas. Foram tiradas no início dos anos 80, quando ainda não existiam as câmeras digitais e cheias de recursos de hoje, mas valem pelo registro.

Bandeira do motociclismo

Alguns textos nos apontam lugares, que pelo visto fenomenais, de viagens de moto pelo mundo afora, mas eu queria relatar aqui que existem lugares mais pertinho tão legais e bonitos e, como eles, podem mexer com as emoções de uma pessoa.

Faziam uns oito anos que eu estava sem pilotar nas duas rodas, motivado por um acidente e, embora não querendo ir contra a familia, sempre ficava aquela vontade..., que se vai segurando como pode.

Beber e pilotar

Pessoal, a motocicleta me traz dois sentimentos extremos.

Alegria

Meu coração fica transbordando de alegria, de pronto aflora o sentimento de liberdade quando viajo de motocicleta, quando faço um passeio como fiz com Alexandre e Regis sábado passado, quando escuto o ronco de minha HD ou de outra, quando me delicio contemplando-a, quando relembro os lugares distantes onde já fui, quando faço planejamento de minhas próximas viagens de motocicleta, muito legal mesmo. Ainda mais, o expressivo número de amigos que fiz até hoje devido a este hobby.

Pra qual lado é???

Vou contar para vocês a história de um amigo motociclista, aqui de Belo Horizonte, capital das "Minas Gerais", experiente, mas não dado a esquadrinhar detalhes...

Certo dia partiu ele pelas estradas mineiras com a companheira de duas rodas, todo confiante, certo de encontrar uns parentes de sua mãe que não conhecia, mas que sabia que moravam numa pequena cidade chamada São Brás do Suaçuí.

Conteúdo relacionado - Artigos

Caetano De Genaro

Texto sobre motociclismo

Tempos de Gasolina

Motociclistas invencíveis

Mulheres... Campeãs em acidentes?