‘Eu vou’! Em 2008, quando decidi o destino da viagem de férias, realizada em abril de 2009, não imaginava as emoções, as reflexões e os imprevistos que viveria em 24 dias de aventuras. Tudo bem, não era uma viagenzinha qualquer: a ideia era percorrer 6 mil km até Ushuaia, cidade da Argentina e ponto extremo sul das Américas – e claro, outros 6 mil km voltando. Ah, sim, um pequeno detalhe: tudo sozinho e a bordo de uma moto Tornado XR 250, apesar de possuir também uma Harley Davidson Sportster 883R.

Acho que a condição obrigatória para se sentir um motociclista completo, realizado, é fazer uma viagem de moto até Ushuaia.

Encarei pelo caminho ventos que superavam tranquilamente os 70 km/h, tempestade de areia no deserto da Patagônia, nuvem de gafanhotos no Rio Grande do Sul, chuvas fortes, pistas irregulares e escorregadias por conta da neve e um frio de rachar, com temperaturas bem abaixo de zero grau deram um clima especial à viagem.

Por umas quatro vezes pensei em desistir, a última delas a apenas 16 km do destino final. Cheguei a imbicar a moto na direção contrária, mas sempre pensava no que já tinha passado até ali. E 12 dias depois da partida, na tarde do domingo de Páscoa cheguei a Ushuaia, um lugar com uma paisagem inacreditável, com a Cordilheira dos Andes emoldurando a cidade. Naquele momento, quando vi aquela paisagem, bateu uma sensação de que tudo valeu a pena.

Aos 51 anos, classifico a aventura como a realização de um grande sonho: “Acho que a melhor forma de se viver é realizando sonhos pessoais. E essa viagem me marcou muito. Trouxe comigo lembranças, experiências e muitas histórias para contar, que vou carregar comigo para o resto de minha vida. Acho que isso é viver”.

Penso que a melhor moto para se realizar uma grande viagem é a moto em boas condições de uso. Não importa o tamanho. Há algumas considerações que devem ser feitas, como por exemplo:

  • A marca Honda tem uma grande rede de concessionárias e isso pode lhe ser útil em caso de pane;
  • Uma moto de baixa cilindrada rende pouco, mas tem ótima autonomia. Isso no deserto conta e muito;
  • Empurrar uma Titan (125cc) que pesa um pouco mais de 100 quilos é bem mais fácil do que uma Harley que supera facilmente 300 quilos;
  • Qualquer mecânico mexe em uma Hondinha. Já uma Harley, BMW, Triumph, entre outras ... vai arriscar ?
  • Você está passeando, então, não há pressa. Não há a necessidade de altas velocidades e sua moto pequena te proporciona exatamente o que você precisa. Pense nisso.

Comentários (9)

This comment was minimized by the moderator on the site

Fernando, assisti ao vídeo com a entrevista. SENSACIONAL!!
Vou ler o seu livro.
Sobre o Alasca, desejo muito realizar essa viagem. Quem sabe no futuro?

This comment was minimized by the moderator on the site

No final desse mês, completo 60 anos.

This comment was minimized by the moderator on the site

Bom dia Paulo Henrique!
Vc está jovem ainda... E pode pensar em ir para o Alasca!
Fiz essa viagem pra lá de Fat Boy e emendei com Ushuaia (aí, fui sozinho) em 2013 com 63 anos (total 60.000km).
Dá uma olhada na entrevista... Acho que ficou legal.
Abs

https://youtu.be/WVLJ-PIA14M

This comment was minimized by the moderator on the site

Meu contato:
Fernando Duarte
(31) 99848-1947

Dúvida: vc fez essa viagem em 2009 aos 51 anos ou vc tem essa idade hoje?

Abs!

This comment was minimized by the moderator on the site

Desculpe-me. O corretor automático de texto escreveu "sobre". O correto seria sob

This comment was minimized by the moderator on the site

Meu e-mail é psegges@yahoo.com.br
Deixe seu contato que em março farei a 2a edição.
Irei agora, dia 16/12 para o Uruguai com uma Iron 883 com a minha mulher na garupa e pretendo escrever sobre essa viagem. Talvez eu publiquei junto com a 2a edição. Vou escrever sobre a ótica do garupa.

This comment was minimized by the moderator on the site

Obrigado Fernando. Publiquei um livro contando sobre essa aventura. O título é:
COMBATI O BOM COMBATE
COMPLETEI A CARREIRA
Nele relatei meus erros e acertos, providências tomadas, documentos necessários além de todos os perrengues que passei, com muitas fotos.
Forte abraço

This comment was minimized by the moderator on the site

Super bacana, Paulo Henrique! Como faço para adquirir seu livro? Abs!

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns Paulo Henrique! Sensacional!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização