Pessoal, a motocicleta me traz dois sentimentos extremos.

Alegria

Meu coração fica transbordando de alegria, de pronto aflora o sentimento de liberdade quando viajo de motocicleta, quando faço um passeio como fiz com Alexandre e Regis sábado passado, quando escuto o ronco de minha HD ou de outra, quando me delicio contemplando-a, quando relembro os lugares distantes onde já fui, quando faço planejamento de minhas próximas viagens de motocicleta, muito legal mesmo. Ainda mais, o expressivo número de amigos que fiz até hoje devido a este hobby.

Meu coração se alegra em demasia. São muitas emoções fortes, fico sem dormir direito quando vou a um passeio de motocicleta ou no inicio de uma vigem longa.

Tristeza

Agora, fico demasiadamente triste, desapontado, com sentimentos de perda, quando vejo um amigo querido morrer de acidente de motocicleta, tendo feito ingestão de bebida alcoolica.

Conheço muitos casos de morte numa motocicleta por ingestão de álcool. Outros motociclistas ficaram com sequelas, outros ainda que envolveram terceiros inocentes no seu ato. Mais sério ainda é que continuo vendo muitos motociclistas fazendo de conta que não é com ele ou que nada ocorreu e após alguns dias do acidente voltam e beber pilotando motocicleta.

São muitos os acidentes envolvendo motocicleta devido à ingestão de álcool. Sem falar que é proibido por lei em nosso país.

Até quando fecharemos os olhos para este assunto de tamanha seriedade?

Outro dia uma amiga, que sabe de meu gosto por motocicletas, disse-me: "- Ricardo, observei que havia muitas HDs num posto de combustíveis". Aí fez elogios à beleza que compartilhamos. Dai falou assustada. "- Ricardo, eles estavam bebendo". Isso para o pessoal de fora é um absurdo. É irresponsabilidade, é inadmissível. É crime em nosso país beber e dirigir".

Pessoal, proponho acabarmos com este hábito de sair para beber pilotando motocicleta. Vamos fazer um pacto pela vida?

Espero o engajamento de vocês nesta campanha que ora deflagro.

Um grande abraço e um beijo no coração,