Motociclistas invencíveis

Colors: Yellow Color

A região aqui é muito montanhosa, com aclives bastante acentuados. E em conseqüência das chuvas e o esforço das trações dos veículos para subirem estes aclives ou frearem nos declives íngremes, surgem profundas valas em toda a extensão da estrada. Sem falar dos perigosos sulcos enviesados porque se uma roda da moto, principalmente a dianteira, entrar e derrapar nesses sulcos, é tombo na certa.

  • Para poder sentir inebriante liberdade no corpo, na alma, na mente.
  • Nas estradas, para ele não existe fronteiras nem destino prévio porque, embora possa haver um roteiro e meta estabelecida, tudo é mutável. Seu destino é não ter destino;
  • Na estrada inexiste sol, calor, chuva ou frio, porque está habituado aos fenômenos naturais. Há, sim, incomparável e bela natureza detentora de desafiadoras fronteiras a serem vencidas;

Esta aventura aconteceu porque Deus estava conosco. Ia um pouco afastado de nós, é certo, tendo em vista que ficar muito próximo de dois malucos é altamente perigoso.”

O autor da frase acima é o Carioca João Cruz, que já nos brindou aqui no Viagemdemoto.com com diversos textos que contam a história do motociclismo brasileiro.

Um sábio provérbio conta: “Se quer saber como é o caminho, pergunte a quem já o percorreu”. Foi baseando-me neste sábio provérbio que, após aceitar sujestão de ‘irmãos’, fiz este livro por acreditar poder através dele transmitir às novas gerações, boas experiências adquiridas em viagens estrada afora.

É notório e sabido que o verdadeiro motociclista é por natureza corajoso, amante da liberdade e solidário companheiro, não somente com os ‘irmãos’, mas também para com as demais pessoas.

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.