Entrar

Ao sabor da estrada...

  • Categoria: Caetano De Genaro
Texto sobre motociclismo

Quando fazemos viagens mais longas, fico observando a mudança das paisagens, do clima, da cultura...

A cada cidade que passamos, procuro aprender algo ou trazer alguma lembrança pra compartilhar com meus filhos, parentes e amigos.

Mas o asfalto some ligeiro sob os pneus e muitas vezes é preciso voltar aos lugares e conferir aquilo que passou tão rápido por nós, rever a simpatia de pessoas estranhas que se tornaram tão íntimas por algum tempo.

Algum dia, cedo ou tarde, meu corpo não suportará os rigores da estrada, não poderei mais fazer viagens muito longas de moto, não sentirei mais a brisa fria da madrugada ser substituída pelo vento morno ou por uma pancada de chuva. Não terei mais oportunidade de parar na estrada em lugares diferentes onde se encontram objetos típicos regionais, comidas típicas tais quais matula, barreado, paçoca de carne, pirão, cuscuz... tantos sotaques e trejeitos que no fim são apenas continuidade uns dos outros.

Serei então um contador de histórias épicas que poucos acreditarão ser verdadeiras e das quais só um punhado de fotos dará testemunho. Fotos onde apareço ao lado de minha companheira, montados numa moto legendária compondo um grupo de felizes aventureiros, desafiadores dos limites do tempo, das máquinas e de seus próprios corpos...

Só uma moto me permite interagir tanto com um caminho, aproveitá-lo de ponta a ponta, criar grandes amigos num curto trajeto, fazer-me parte da própria paisagem.

Contar, nós até poderemos. Saber, só nós saberemos.

Enquanto pudermos, eu tentarei continuar fazendo essas viagens de moto, buscando companheiros pra compartir a aventura, indo sempre que possível mais longe, por lugares diversos, conhecendo cada vez mais e narrando a experiência pra quem a queira curtir...

Sei que é aventura pra poucos, por isso continuarei me alinhando com os que se predispõem a sonhar com isso.

O que se realiza geralmente começa de um sonho e pouco importa que um dia reste apenas a poeira que levantamos sendo soprada ao vento...

Comentários (8)

  1. André Ramon

Seis anos se passaram desde a escrita deste texto... Como todas as coisas importantes da vida, devo parabenizar a pessoa que o escreveu... Muito me apetece ler e refletir sobre nossa paixão, o motociclismo. Eu não gosto nem de pensar no dia em que não terei mais condições de pilotar uma...

Seis anos se passaram desde a escrita deste texto... Como todas as coisas importantes da vida, devo parabenizar a pessoa que o escreveu... Muito me apetece ler e refletir sobre nossa paixão, o motociclismo. Eu não gosto nem de pensar no dia em que não terei mais condições de pilotar uma motocicleta pelas estradas... Meu Deus... Que dor no peito que causa esse pensamento. Porém, existe um outro pensamento que, se não trás o total conforto e conformismo a respeito dessa constatação, pelo menos faz com que a encaremos de forma mais digna. Quem transformou esse pensamento em frase foi o saudoso Paulo Autran, grande ator brasileiro, contemporâneo da nossa "Dama da dramaturgia" Fernanda Torres. Disse ele em certa ocasião: "Viver é bom, portanto, viver muito e envelhecer é um privilégio!!!"
Sejamos felizes com nossas motocas... Vivamos com sabedoria, alegria, liberdade, felicidade e fraternidade... Um dia teremos de parar de pilotar, mas, até lá, que sejamos "felizes enquanto dure nosso tempo de estrada!!!"
Um enorme "motoabraço" a todos os irmãos motociclistas... Um especial "motoabraço" ao Sr. De Genaro, que escreveu este belíssimo e verdadeiro texto.

Ler Mais
  1. André Ramon    André Ramon

Perdão pelo lapso... A Grande "Dama da dramaturgia" a qual deveria ter me referido em minha citação é Fernanda MONTENEGRO. Fernanda Torres, que também é uma excepcional atriz, é na verdade sua filha.

  1. Dionatan

Primeiramente parabéns pelo texto e por todos os outros também, são emocionantes
Estou com 22 anos e iniciando minha jornada pelas estradas, descobrindo que só um motociclista conhece a sensação de sair da cidade, pegar a estrada, olhar para o lado e ver outro companheiro lhe sorrindo e fazendo...

Primeiramente parabéns pelo texto e por todos os outros também, são emocionantes
Estou com 22 anos e iniciando minha jornada pelas estradas, descobrindo que só um motociclista conhece a sensação de sair da cidade, pegar a estrada, olhar para o lado e ver outro companheiro lhe sorrindo e fazendo sinais, chegar em um posto, abastecer, conversar sobre o caminho...chegar ao destino, interagir com pessoas de comum interesse, depois disso, fazer um lanche, dizer adeus aos novos amigos, subir na moto e pegar a estrada novamente.
Para mim isso é um sonho, antes visto só em filmes e musicas, mas é um sonho real. Baseado nisso, Penso que deve ser uma das coisas mais difíceis na vida de um motociclista descobrir que não vai mais poder andar de moto. Porém, todos passarão por isso, e o que eu vou fazer quando chegar a minha vez, é aconselhar outros que ainda não tiveram esse prazer proporcionado pela estrada, para que experimentem e se tornem uma lenda, assim como eu e todos os outros companheiros que me acompanham ou que cruzam por mim na estrada!
Dionatan - Passo Fundo RS

Ler Mais
  1. Zan

Parabéns, Genaro, grande amigo e escritor.<br />Belo texto!

  1. Rômulo Provetti

Parabéns pelo aniversário e obrigado por prestigiar o site.

  1. Anônimo

Justamente o que me levou a comprar a moto que tenho agora, 30 anos depois de ter vendido a ultima, foi o fato que daqui a alguns anos ( faço 57 anos amanhã ) não vou poder sentir mais a sensação unica que é pilotar uma moto. Muito bom o texto ! Me identifiquei muito com êle ! A pagina é muito...

Justamente o que me levou a comprar a moto que tenho agora, 30 anos depois de ter vendido a ultima, foi o fato que daqui a alguns anos ( faço 57 anos amanhã ) não vou poder sentir mais a sensação unica que é pilotar uma moto. Muito bom o texto ! Me identifiquei muito com êle ! A pagina é muito boa tambem, tenho viajado junto ! Parabens !

Ler Mais
Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização