Aventuras geriátricas

Colors: Blue Color

Após uma viagem de 24 horas, com direito a três conexões chegamos a Richmond, onde o genro do Cyro, o Bob, nos esperava. Antes de partirmos para Charlottesville ainda demos uma passada no Museu Aeronáutico de Richmond, afinal eu, o Cyro e o Bob somos amantes de máquinas voadoras, principalmente as que fizeram historia.

Continuando com nossas atividades aqui na terra de Marlboro, após três dias trabalhando para eliminar os problemas decorrentes de falta de uso e excesso de mau gosto na Wing que, por sorteio, coube ao Cyro, e que agora esta que nem pinto no lixo com sua moto, eis que é chegada a hora de Tio Helio se mandar para Detroit e pegar a segunda Wing.

Grande moçada, continuando com as travessuras que a terceira (ou será quarta?) idade nos permite, apresentei-me na Albermale High School para fazer o curso Básico de Motociclismo da MSF - Motorcycle Safety Foundation. A MSF é uma fundação mantida pelos grandes fabricantes de motocicletas nos Estados Unidos: Harley-Davidson, Honda, Yamaha, KTM, BMW, Kawasaki, Suzuki, Victory, etc.

O tempo está terrível: frio com possibilidade de neve ao invés de calor nesta época do ano. Acho que a hipótese (já que teoria nao é) do "aquecimento global" foi para o brejo depois que seu "muso" , o tal de James Lovelock, confessou em entrevista a Ian Jonhston publicada no www.msnbc.com em 23/04/2012, que estava sendo alarmista e pediu desculpas, deixando o bestalhao do Al Gore e seus eco-chatos pendurados na brocha.

Grande moçada, acabou o recreio. Enquanto estávamos trabalhando duro para dar condições mínimas de segurança para que as Goldwings encarassem uma Estrada, fazíamos pequenas incursões por cidades próximas a Charlottesville, tais com Orange, Staunton, Winesboro, Richmond e outras menos votadas para testar nossas modificações e verificar o grau de confiabilidade das maquinas.

Pois é moçada, ontem à tardinha, ao chegarmos ao hotel, havia umas 10 motos estacionadas na cobertura em frente à recepção e um monte de gringos tomando cerveja em volta delas. Quando nos viram já nos convidaram para uns copos e só tivemos tempo de deixar a bagagem no quarto e voltar para bater um papo e descontrair. Acho que exagerei na cerveja pois não entendi o que uma recepcionista falava a respeito de uma Honda no estacionamento.

Bem meus amigos, chegamos ao final de mais uma aventura com a dupla de anciãos que teima em não envelhecer e ainda por cima tirando duas veteranas motos de uma merecida aposentadoria. No último artigo relatamos nossa chegada a Deals Gap subindo pela 129 (Tail of the Dragon).

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.