Em Cuzco, depois de um bom lanche, fomos pegar nossas motos no estacionamento utilizado pelo hotel que ficamos, o El Puma. O hotel é bom, mas o estacionamento deixa a desejar, fica muito longe e é um lote muito sujo, cheio de mato. No caminho, passamos pela Plaza de Armas para uma foto com as motos.

De volta ao hotel arrumamos a bagagem, acertamos as contas, mastigamos umas folhas de coca para a altitude e fomos para a estrada.

Os primeiros 50 km eram os mesmos que passamos para chegar em Cuzco, depois seguimos por uma estrada nova para nós em direção ao sul, variando a altitude entre 3.000 e 4.000 metros. No princípio a estrada estava muito boa, depois começou um trecho de uns 100 km que não tinha buracos, mas o asfalto era muito irregular. Neste trecho tivemos que parar três vezes por causa de obras. Depois a estrada ficou excelente, mas por pouco tempo. Começamos a passar por grande quantidade de "costelas" de cascalho sobre o asfalto. O acostamento é todo de cascalho, o que me fez pensar que, se precisarmos parar de repente no acostamento vamos comprar terreno no Altiplano Peruano e também que o vento havia espalhado o material no asfalto. Passamos a conduzir com muito cuidado as motos, procurando passar pelos trilhos feitos pelos outros veículos e tomando muita poeira na cara quando cruzamos com caminhões. A sorte era que a estrada é muito pouco movimentada. Mais para a frente descobrimos que não havia sido o vento que espalhara o cascalho, mas trabalhadores da estrada, que com pás nas mãos estavam cobrindo buracos no asfalto com aquele material.

O tempo estava muito bom, com nuvens esparsas, muito sol e uma temperatura muito agradável, levemente fria. Não choveu em nenhum momento.

Apesar da estrada levar a variações de altitude ela não passa sobre as montanhas mas por grandes vales rodeados pelas montanhas, algumas ainda com neve no pico. Nestes vales existem algumas pequenas comunidades e poucas cidades. Uma delas, que tivemos, que passar por toda a sua extensão, deve ser a mais horrorosa que já conheci, chamada Juliaca. Além de feia, fede e tem um trânsito maluco, com um monte de tuc tucs buzinando o tempo todo e fazendo manobras que no Brasil dariam muitas multas e pontos na carteira. Em uma rua desta cidade tivemos que atravessar um trecho inundado e cheio de lama.

Paramos uma vez para abastecer em um dos grifos (posto de gasolina) com uma aparência bem feia. Estes grifos, que são encontrados ao longo de toda a estrada, têm apenas as bombas de gasolina e diesel, às vezes um banheiro sujo, mas se precisar beber uma água não tem jeito, tem que ir a outro lugar. Por isto paramos em uma padaria para comprar água.

Chegamos em Puno por volta de duas da tarde e depois de uma volta pela cidade fomos procurar na base das perguntas sobre um hotel que havia pesquisado na internet. Um hotel muito bom, próximo à Plaza de Armas. Toda cidade aqui tem uma Plaza de Armas que é o centro da cidade e onde ficam as principais atrações turísticas. O hotel tem um preço bom, aquecimento e uma bela banheira, que foi a primeira coisa que usei para relaxar da viagem.

Depois saímos para uma volta pela Plaza e por uma rua fechada ao trânsito que tem muitas lojas de artezanato e restaurantes. Comemos um sanduíche muito gostoso e retornamos para o hotel.

À noite retornamos para a rua e jantamos em um restaurante bacana, cada um escolhendo um prato diferente, eu com uma truta ao vinho com legumes e o Marcelo com um filé de Alpaca com batatas e legumes. Uma delícia a preços muito bons para o padrão brasileiro.

Números do dia:

Distância: 408 km
Total percorrido: 5.236 km
Consumo: 8,805 l
Média de 22,95 km / l
Preço médio: R$ 2,185 / l
Gasto combustível: R$ 19,24
Hospedagem: R$ 68,64
Água: R$ 0,64
Almoço: R$ 10,90
Jantar: R$ 20,51

Comentários (16)

This comment was minimized by the moderator on the site

Sensacional a Trip...pretende fazer parte desse caminho final do ano. Por favor, qual o nome do hotel em Puno? Abraço

This comment was minimized by the moderator on the site

André, o hotel foi o Sol Plaza Hotel. Abaixo, link para a página do hotel no Booking: http://www.booking.com/hotel/pe/sol-plaza.pt-pt.html?sid=e4322556219d05d51bf1eb788bd0fc26;dcid=1

This comment was minimized by the moderator on the site

Rômulo, bom dia. Estou lendo e relendo o relato de vc e Marcelo. Babando nas Harley, mas como não tenho vou na minha Twister mesmo hahahaha. Enfim, meu projeto é transmitir as mensagens de paz e solidariedade às pessoas por onde eu passar. Já conheço Cuzco,Puno, La Paz, Salar de Uyuni enfim, porém quando estive em Cuzco somente fui ao valle sagrado dos incas e Machu Picchu estava fechado pois as chuvas de Janeiro de 2010 tinham acabado com a linha de trem e os acessos todos cerrados. Caras, minha moto tem uma autonomia de em torno de 22KM/L o tanque cabe 16,5L ou seja se fizer uma média de 20KM/L digamos que rodo 330 KM com um tanque. Meu maior medo como ja disse a você antes era postos de combustíveis e acredito que hoje as estradas possam ter dado uma evoluida kkkk, enfim, Estava pensando em rodar cerca de 900KM no primeiro dia, mas acredito que nao conseguirei. Bom, tenho umas pequenas infos que desejo, podem me informar um email para contato. Obrigado Abraços

This comment was minimized by the moderator on the site

Oi Angelo. 330 km é uma boa autonomia, acho que suficiente para percorrer grande parte do seu roteiro. Minha sugestão é levar um galão com uns 5 litros, que aumentará bastante sua autonomia e te dará maior tranquilidade. Pode usar o e-mail aqui no site contato@viagemdemoto.com ou o do site do meu livro livro@acaminhodoceu.com.br Abraços

This comment was minimized by the moderator on the site

É,Rômulo. Isso é que é aventura. Além de percorrerem vários estados através do Brasil, estenderam a aventura para outros países, com topografia, clima e até costumes bem diferentes do nosso. Irem dois motociclistas considero bem estratégico, não somente pelo auxílio que um poderá prestar ao outro, como também tornar o percurso mais agradável. Os locais são belos e as fotos estão excelentes. Parabéns a você e ao Marcelo. Sem dúvida terão muitas histórias para contar aos netos. Grande abraço.

This comment was minimized by the moderator on the site

ROMULO E MARCELO, VOCES ESTAO DEMONSTRANDO QUE ESSA VIAGEM ESTA MUITO PRAZEROSA. E É ISSO O QUE IMPORTA!!! TUDO DE BOM E APROVEITE BASTANTE.

This comment was minimized by the moderator on the site

Voces estão fazendo história. Pgois

This comment was minimized by the moderator on the site

Romulo, não se esqueça de provar o Poio com papas fritas..........

This comment was minimized by the moderator on the site

Ola Marcelo e Romulo! estou acompanhando a viajem de vocês. acabei de fazer a mesma viajem, só que em sentido contrario, saimos de Lavras do Sul Rs, dia 3 de janeiro, fomos pela argentina, chile, perú, até matchu pitchu, voltando pela interocêanica, 23 dias e 10300 kms de estrada, e, de muita aventura e curtição, fico imaginando o que vocês dois estão passando, aproveveitem, pois não tem preço uma viajem dessas. abraço Sandro Prestes

This comment was minimized by the moderator on the site

Prezados, Lindas fotos e lugares que, na certa, apesar da rustcidade, lhes darão histórias para contar pelo resto da vida. Parabéns mais uma vez pela aventur e, que aventura. Que Deus continue os protegendo durante toda a viagem

This comment was minimized by the moderator on the site

Prezados Rômulo e Marcelo, estou acompanhando passo a passo a viagem de vocês. A cada e-mail fico um bom tempo lendo e "viajando" junto. Ja fiz algumas viagens de moto e adoro. Mas Rômulo,o que gostaria de observar, é a sua capacidade de escrever de maneira clara, limpa e coerente. Não sei se você já exerce uma dessas profissões. Se não, e se ainda não pessou nisso, você tem talento para ser escritor, colunista e/ou jornalista. Parabéns e continuem fazendo esta viagem maravilhosa sem problemas, como esta sendo até agora. Abraços, boa viagem. Jucelino.

This comment was minimized by the moderator on the site

Tô curtindo a viagem de vocês como se fosse minha. Quando eu ficar grande farei algo assim; enquanto aguardo o crescimento, continuo ralando aqui e acompanhando fascinado o relato seus. Sigo torcendo pelo sucesso absoluto deste projeto. Agradeço as fotos e a "carona" que vocês nos dão. Tô achando bão demaaaaiss. Grande abraço. Helder

This comment was minimized by the moderator on the site

OS VALORES FINAIS SÃO MUITO ATRAENTES. PAGA-SE BARATO MESMO. VÃO EM FRENTE - BANDEIRANTES

This comment was minimized by the moderator on the site

o clone da Honda é perfeito hein. o preço da blusa muito atraente. dá pra trazer umas folhas de coca?

This comment was minimized by the moderator on the site

Caramba ! Só depois que li o comdentário é que percebi. E olhe que o meu filho comprou uma XRE300 recentemente, eheheh !!!

This comment was minimized by the moderator on the site

Coloquei a sua foto lá no nosso fórum na Seção das "Grandes Aventuras" dos Biduzidos !!!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização