Viagem de Moto Viagem de Moto Inspirando viajantes

Alma de Condor

Placas confusas no MexicoHi friends, I'm in the United States. I can't belive!!!

Foi bem difícil chegar, mas depois rodei bem por ótimas estradas. Depois de Palenque tive dois dias de desorientação no México. Acho que foram as circunstâncias mais o cansaço. Tinha que seguir para Villahermoza pela 199 ou 186, como queira, e então pegar a MEX 180, certo? Numa rotunda (sempre as rotundas!!!) em Villahermoza, a placa indicou a MEX 180 e percebi o rumo ao Norte (estou me agarrando nesse rumo desde o começo da viagem) e então segui, com o erro de não parar para dar uma checada na minha pesquisa no Google Maps, por preguiça.

Viagem de Moto até o CanadáOi família, que bom receber noticias daí. Fiquei bem aliviado também de ter conseguido falar ontem por telefone. E hoje mais feliz ainda com as boas noticias.

Bem, a viagem de ontem teve um pouco menos de 700 km em estradas difíceis que não renderam. De Antígua tomei a Panamericana em direção ao México. Fronteira em La Mesilla. A saída da Guatemala foi tranquila, mas a entrada no México nem tanto. Demorou uma hora. Embora vazia a aduana, tive que deixar um depósito em caução de quatrocentos dólares, pagar mais cinquenta de imposto, e demora bastante pra preencher os papéis e tal. Mas estava meio inseguro se entraria sem visto, embora com o visto americano. OK, é isso mesmo, brasileiro com visto americano entra normalmente. Se não conseguisse, teria de retornar a Guatemala, mas sem a moto, porque tem um tempo mínimo de 90 dias pra retornar. Imagina o vácuo em que eu ficaria.

19 08 2012. Os vulcões água Fuego e AcatenangoOlá amigos!!

Escrevo de Palenque, México. Estou no território de Chiapas, de tradição zapatista. Olha íì, Adilson! Mas hoje não pega mais nada, não tem havido conflitos. Segundo me disse um guia, houve coisas positivas decorrentes dos conflitos aqui, mas resultou também em uma política assistencialista aos indígenas, e isto muito tem a ver com a viagem de ontem, pois vivem sem muito trabalho, a beira da rodovia (MEX 199), e por causa deles (não de modo algum para segurança nas carreteras), há muitas e muitas lombadas no caminho, porque é ali que pedem dinheiro e vendem seus produtos. Basta uma vendinha na beira da estrada, uma tendazinha, e já tem lombada. Muitas parecem ser feitas a mão, de cimento, por eles próprios.

16 08 2012 Hotel Colonial. Guatemala CityQue bom que você está bem de novo. Eu gosto que a Elisa assista o TimTim, pois a historinha tem exatamente o clima desta viagem. Aventura, atenção, conhecimento... É isso aí.

Bem, cheguei há meia hora em Antígua, que é a antiga capital da Guatemala. Que linda cidade! Isto sim vale a pena. Nem teria como ir embora amanhã cedo, porque é uma rara oportunidade estar aqui, e há muito para se ver.

Lago NicaraguaSalve Senhores!

Escrevo de Guatemala, Capital da Guatemala. Depois de um merecido, mas breve descanso em Jaco, na Costa Rica (recomendo!), puxei 803 km até Tegucigalpa, Honduras. Ou seja, nesse dia, antes de ontem, cruzei metade do território costa-riquenho, uns 300 km, mais todo o território nicaraguense, 380km, e mais 120 km ate a capital de Honduras. Foram 14 horas de jornada, sendo quatro em trâmites de fronteira. Tive que viajar à noite.

14-08-2012 Viagem a Toronto 198Pessoal, acabei ficando aqui mesmo em Jacó. Hoje acordei bem cedo, fui caminhar na praia (imagina!), e depois tomar desayuno. Encontrei no caminho uma loja de motos que tinha MOTUL à vontade (óleo do motor), de todos os tipos. Então desencanei de ir pra Puntarenas, que é uma cidade maior. Minha segunda diária aqui no hoteleco tem desconto de dez dólares, então estou pagando setenta reais a diária, o que é um preço até bom, se considerarmos que tudo aqui está o dobro do preço, pois é alta estação. Aproveitei pra fazer a manutenção da moto, tipo calibrar pneus, abastecer, esticar corrente e lubrificar, verificar pastilhas, fiz uma gambia com tairapi no protetor de manete que quebrou, comprei o óleo e tal. Mandei lavar camisetas meias e cuecas. Principalmente, revisei o caminho até Palenque, no México, pois não tinha dado tempo de estudar muito. Eu estou com o guia Lonely Planet, em inglês, mas ele é muito bom. Tem sido a minha salvação, pois não estudei absolutamente nada sobre América Central. Mas tenho que me forçar um pouco a lê-lo quando chego aos lugares. Sem isso não sei onde ficar, nem pra onde ir. E ele é certeiro, mesmo eu entendendo só no máximo uns 50% do que está escrito.

14-08-2012 Almoçando lichia na Costa Nigra Costa RicaFinalmente um lugar sem stress. Trata-se da Costa Rica, um país sobre o qual não sei quase nada, pois não tive tempo de pesquisar. Ainda nem sei a moeda daqui qual é. Estou usando o dólar. E o idioma oficial da praia é o inglês!!! Passei até tranquilo a fronteira, mais ou menos uma hora e meia, o que está bom para os padrões daqui. A atmosfera muda imediatamente quando se entra na Costa Rica, ou seja, aqui é um país alto astral, e o Panamá é um baixo astral. Mudando então para a Costa Rica, estou na chamada Costa Negra, que é um vasto litoral voltado para o Pacífico, todo de areia escura. A leste as montanhas verdíssimas, riquíssimas em florestas maravilhosas. Faz muito calor e chove bastante. A chuva é bem recebida. Parece o nosso verão, e a estrada parece a Rio Santos. Nós temos praias mais bonitas no nosso litoral norte. Aqui tem muito gringo. São praias de surf. Estou no hoteleco Roblemar. Vocês iam adorar aqui. É mais um lugar bom pra se conhecer.

Olá! Hoje escrevo da cidade do Panamá! Primeira vez minha na América Central.

Olha, foi bem difícil o dia de ontem e o de hoje. Como te disse, ontem só já à tardinha terminei os tramites com a moto. Ainda tentei comprar o anel da filha e voltei na loja, mas não achei o que queria. O dono é super legal, educadíssimo. Ele me mostrou um anel de ouro e esmeralda que foi de encomenda. Meu Deus, que coisa espetacular! O ouro puro contrastando com o verde profundo e brilhante da esmeralda. Babei, mas custava US$ 500.00, por aí. Ele me explicou que esmeralda tem de todos os preços. Quanto mais verde e brilhante, maior o valor, e mais rara, claro. A prata das joias que ele faz não é o que dá o valor, e sim a qualidade da esmeralda. Por isso tem joias de todos os preços. Agora, quando entra o ouro na parada, aí è tudo bem mais caro mesmo, e bem mais chique também.

12-08-2012 Moderna Cidade do PanamáE aí, pessoal!! Espero que tudo bem com vocês.

Com certeza vao curtir mais o sabado que eu. Pauleira trazer a moto pra cá. Ontem foi o dia inteiro entre localizar a empresa (AirCargoPack), nem tem placa na frente, acertar o negócio, pesar a moto, fazer os papéis, ir à aduana, comprar passagem pra mim, e aguardar horas e horas pela inspeção da polícia do narcotráfico. Eles revistam tudo, bagunçam tudo. Descobri ainda que vazou o fluido de freio que eu levava na mala. Fez aquela meleca.

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.