Hoje foi o dia voltar para casa e encerrar mais uma viagem com minha moto. Por volta das 7h30min estava na estrada, inicialmente sem chuva. A estrada a partir de Itapetininga é duplicada e muito boa. Logo depois está em obras para duplicação e a pista simples sem pontos de ultrapassagens e muitos caminhões determinou um ritmo muito lento durante pelo menos 30 quilômetros percorridos. Depois a estrada voltou a ficar duplicada, mas aí veio a chuva e a velocidade teve que ser reduzida para garantir a segurança.

Passei próximo a Sorocaba e depois de Campinas, quando segui pela Bandeirantes até Jundiaí, onde peguei uma estrada municipal que passa por Janirú até a Pedro Primeiro. Em Atibaia peguei finalmente a Fernão Dias.

A chuva me acompanhou até Camanducaia em Minas Gerais, ora forte, ora fraca, mas sempre com pista muito molhada e um grande fluxo de caminhões e automóveis.

Quando o tempo abriu eu consegui manter uma velocidade relativamente boa e a viagem começou a render bem melhor. Parei na cidade de Campanha para pagar uma promessa antiga de visita ao amigo Laércio. Apesar do bom papo, a visita foi rápida, pois não queria pegar noite na estrada, então prossegui viagem.

Quando cheguei ao último pedágio, antes da Serra de Igarapé, o céu fechou e comecei a ver raios no horizonte. A chuva veio pouco antes da subida da Serra, mas passou rápido e o trecho que eu mais temia pegar com chuva, onde tem curvas fechadas com inclinação nula ou incorreta (que joga a moto para fora da curva) e onde tem poeira de minério, estava seco, com apenas alguns pingos que me acompanharam até Belo Horizonte.

Cheguei à minha casa em segurança, depois de ter percorrido 7.317 km de estradas de seis estados brasileiros e do Uruguay.

Essa viagem representou, além de uma oportunidade para auto conhecimento, para ver novas paisagens e estradas, a conquista de mais um estado brasileiro, o Rio Grande do Sul e mais um país, o Uruguay, que ainda não havia percorrido de moto. Desde fevereiro de 2008 eu já percorri as estradas de vinte estados brasileiros e de outros 15 países, somando mais de 133.000 km em cinco anos de viagens de moto.

Como expliquei no primeiro dia, nessa viagem eu não fiz um planejamento como nas anteriores. Eu tinha um objetivo que era percorrer as estradas do Sul do Brasil, mas não tinha destinos definidos. Antes de iniciar havia pensado na possibilidade de ir até o Uruguay se tivesse a oportunidade, o que acabou acontecendo. Foi uma experiência interessante e valeu ter realizado dessa forma, pois foi mais um aprendizado, mas o planejamento fez falta. Alguns dias eu poderia ter aproveitado melhor o tempo, conhecido mais lugares e em algumas situações acabei tendo despesas maiores que se tivesse feito um planejamento detalhado. Na próxima viagem de moto, que ainda não sei para onde ou quando, eu volto a fazer de acordo com o método tradicional, planejando cada detalhe e depois realizando para aproveitar cada momento sonhado antecipadamente.

Números do dia:

Distância percorrida: 777 km

Abastecimentos:

Campinas
R$ 41,04
12,441 litros
R$ 3,299 / l
220,9 km
17,76 km / l

São Sebastião da Bela Vista
R$ 34,01
11,827 litros
R$ 2,876 / l
230,6 km
19,50 km / l

Oliveira
R$ 39,84
13,020 litros
R$ 3,060 / l
235,8 km
18,11 km / l

Belo Horizonte
R$ 25,66
8,328 litros
R$ 3,081 / l
153,5 km
18,432 km / l

Lanches: R$ 12,00

Pedágios: R$ 7,95

Comentários (7)

  1. Ruy Barbosa

Caro Rômulo
Pela quilometragem diária, vi que não faltou disposição. Parabéns por mais esta aventura
Ruy Barbosa - Águias de Aço Moto Grupo - Belo Horizonte-MG

  1. YOUSSEF

Graaaaaaaaaaaaaaaande Provetti,
Parabéns mais e mais vezes.
Feliz por seu retorno em segurança.
Forte abraço.
Youssef.

  1. Geraldo Magela dos Reis

Rômulo, blz?
Tomei a liberdade de criar uma planilha de custos da sua viagem e inseri no meu blog: "Projeto Cone Sul 2014", veja o link: http://gerareisgmr888.blogspot.com.br/
Como lhe disse, suas informações nos norteiam para que possamos programar nossas aventuras.
Um abraço.
Geraldinho

  1. Geraldo Magela dos Reis

Olá Rômulo, parabéns pela empreitada!.
Seus relatos e fotos transmitiram fielmente a seus seguidores o que foi sua aventura solo. É sempre bom ler relatos de aventuras com qualidade de informações, elas nos norteiam, nos inspiram. Obrigado por mais este relato "A caminho do sul".
Um abraço.
Geraldinho.

  1. Osman

Olá Rômulo mais uma vez, vou seguir seus conselhos. No final de 2012 nos conhecemos no café da BH-Harley onde eu comprei minha moto e vc me deu a dica valiosa de vir para Bahia por Montes Claros, fugindo assim do grande fluxo de caminhões no norte de Minas. Agora quando estou fechando planejamento de uma viagem até o Uruguai em abril/14 seus relatos vão ser de grande ajuda pois vou fazer basicamente o mesmo trajeto, só invertendo a passagem pelo Rastro da Serpente que quero fazer na ida.
Forte abraço, e mais uma vez obrigado.

  1. Rômulo Provetti    Osman

Obrigado Youssef.
Osman e Geraldo, olhem o planejamento dessa outra viagem para o Uruguai, deve ser útil para vocês:
http://viagemdemoto.com/ultra-trip
Grande abraço

  1. Osman    Rômulo Provetti

Valeu meu caro, muito bem detalhado também.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização